quinta-feira, 22 de agosto de 2013

- VOCÊ ACREDITA NAQUILO QUE VOCÊ PREGA?

Por Ivan Lessa



Um casal de missionários, deixa a sua terra natal para ir pregar a palavra de Deus numa aldeia indígena. Após um período, eles conseguem converter o primeiro índio, que seria de grande ajuda para a evangelização da aldeia. Passado algum tempo os missionários retornam para sua casa, deixando o primeiro índio na direção de uma igreja próspera e abençoada. Algum tempo depois, eles conseguem entrar em contato com o índio, e o convidam para conhecer a sua família e sua igreja. Ao chegar lá o índio só encontra um empregado da casa e fica sabendo que o pai da missionária havia falecido, e todos estavam no velório. Ele fica espantado:
- Como assim? Morreu? E ninguém fez nada?

O empregado acha estranho a indagação do índio e resolve levá-lo ao velório. Chegando lá, ele encontra seus pais na fé cabisbaixos. Ao verem o índio, eles se levantam e o abraçam, sem conseguir esconder a tristeza da perda.
- Nossa! E tão bom poder vê-lo novamente! E pena que você tenha chegado numa hora tão triste para nós...
- Por que? - Perguntou o índio.
- Como assim por que? Meu pai está morto! - Diz a missionária
- E vocês não fizeram nada?
- Mas fazer o que? Ele se foi! Agora descansa nos braços de Deus.
O índio, meio confuso, diz:
- Quando vocês chegaram à minha aldeia, eu achei muito estranho, pois vocês me falaram de um Deus diferente daqueles que eu conhecia. Vocês me ensinaram que Deus tem todo poder, que todas as coisas estão sujeitas a Ele, que tudo aquilo que pedirmos em Seu nome, crendo, receberemos, que não cai um fio de cabelo da cabeça do homem sem a permissão de Deus.
- Sim e verdade...
- Com vocês, eu aprendi que eu posso todas as coisas naquele que me fortalece, que o Senhor me reveste de graça e autoridade, que em Deus faremos proezas...
- Sim, mais e daí? - Pergunta o missionário, já meio impaciente.
- Na minha aldeia ninguém morre!!!
- Como é? - Pergunta em coro o casal.
- Quando alguém fica doente, nós colocamos a mão sobre a sua cabeça e repreendemos a enfermidade em nome de Jesus! E ele é curado! E se chega a hora de alguém morrer, Deus nos avisa, e nós fazemos uma grande festa de despedida pra ele, e ele vai descansar em Deus! Foi esse o Deus que vocês me apresentaram! Vocês não acreditam que ele possa fazer isso???
- Nós?? Bem...Sim...É claro que sim...Deus tem todo o poder...

Sem pensar duas vezes, o jovem índio, vira-se para o defunto põe a mão sobre sua cabeça, e ordena:
- Em nome de Jesus! Levante-se!
E aquele homem, volta a viver...
Se esse fato aconteceu realmente ou é pura ficção, não vem ao caso! O importante é:
Você acredita naquilo que você prega?
Como alguém pode acreditar em você, se nem você tem convicção naquilo que você diz?
Como você pode dizer que Deus perdoa pecados, se os seus estão encobertos, e você ainda não foi perdoado?

Como você pode dizer que Deus transforma vidas, se a sua não foi transformada, se você ainda é tão mundano quanto antes de conhecer Jesus?
Com você pode querer que alguém acredite que Jesus salva, cura e liberta, você não tem certeza da sua salvação, se você está preso ao pecado, se você é um doente espiritual?
Como você pode querer que alguém se converta a Deus, se você não é totalmente convertido?
Deus não te chamou pra viver enganado ou se enganando! Ele quer que você viva abundantemente, cheio do poder e da autoridade do Espírito de Deus! Capaz de expulsar demônios, de curar enfermos, de ressuscitar mortos! Tudo através do poder da sua palavra!
É chegado o momento em que devemos ser mais do que crentes dentro de uma igreja confortável, satisfeitos com nossos momentos de louvor e com a pregação do pastor. É hora de agir, de ser sal fora do saleiro, com convicção, com certeza de que tudo aquilo que pregamos é a mais pura verdade! Que Deus salva, cura, liberta e transforma! Pois Ele fez isso por nós primeiro!

"Convertei-vos pela minha repreensão; eis que abundantemente derramarei sobre vós o meu espírito e vos farei saber as minhas palavras". – Provérbios 1:23

Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thomposn

domingo, 18 de agosto de 2013

- ABSURDO: CARTILHA GAY EM PORTA DE ESCOLA, CHOCA PAIS E ALUNOS!





É pessoal, não sei nem mais o que dizer… Para não ser redundante em minha indignação, voltemos as antigas palavras de Deus, ditas pela boca do Apóstolo Paulo:


“Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm”;

[Apóstolo Paulo, em Romanos 1:24-28]





Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thomposn

sábado, 17 de agosto de 2013

- SE É GOSPEL PODE!

Por Ivan Lessa









Acordei esta manhã e fiz minha prece gospel, liguei o som e botei um cd de punk-rock gospel enquanto colocava minha vestimenta gospel. Então saí para dar um role gospel.
Na banca de jornal comprei uma revista de fofocas gospel, e fui lendo enquanto viajava de ônibus até o centro da cidade, onde teria uma "parada" gospel com uns amigos skatistas. Parei de ler quando reparei em uma mina gospel, muito gatinha, de calça e mini blusa gospel. Comecei ali mesmo no buzão uma paquera gospel e perguntei à gatinha gospel se queria ficar comigo. Ela, como "ficante" gospel topou. Convidei-a então para tomarmos um drink gospel em um barzinho gospel super badalado que conheço.
Depois fomos a um cinema gospel, onde no escurinho podia então dar uns amassos gospel nela. Mão gospel boba pra cá, mão gospel boba pra lá, estávamos a mil. Então depois do cine resolvemos ir até uma balada gospel descarregar nossa adrenalina toda em uma danceteria gospel.
Yeah! Demais!
Escureceu e não a deixei ir pra casa. Convenci-a que sendo eu um cara gospel, não iria só "ficar" com ela, mas que logo-logo assumiria um namoro gospel. E com base nessa promessa a convenci a esticarmos nosso programa gospel, levando-a até um hotel gospel onde fizemos um amorzinho gospel.
A acompanhei depois até em casa, e ela me convidou para entrar. Conheci seus pais, crentes liberais, não muito gospel, mas gente-fina! Subimos até o seu quarto, pois ela queria me mostrar seu cantinho gospel. Notei nas paredes pôsteres de seus artistas gospel preferidos e ela mostrou-me sua coleção de CDs de reggae gospel, rap gospel e música eletrônica gospel. Enquanto ela foi até o banheiro, dei uma lida em seu diário gospel e vi que ela registrava todas as suas aventuras gospel com os carinhas gospel que conhecia. Fiquei imaginando que o meu nome e o que eu fizesse, preencheria as próximas páginas daquele caderno gospel.
Ficamos conversando até tarde e ela convidou-me a dormir na casa dela. Liguei pra minha mãe para avisar e ela embaçou na minha, porque não é gospel, é crente caretona. Gastei saliva para conseguir sua aprovação, garantindo que a noite seria completamente gospel e a tranquilizei.
Trancamos a porta do quarto, acendemos um baseado gospel, curtimos uma viagem gospel em nossos delírios e depois fomos dormir, ela de roupa íntima gospel e eu, uma vez que não tinha outra roupa na mochila, fui pra cama só de cuecão gospel mesmo.
De madrugada acordei e vomitei um pouco, o que, despertou-a. Então ligamos o chuveiro e tomamos um banho gospel quentinho. Carícia gospel pra cá, carícia gospel pra lá, não preciso dizer que acabamos fazendo um "sexozinho" gospel novamente. Que delícia!
Adoro esse negócio de ser gospel. Coitados dos meus pais crentes e de meu irmão evangélico, mais velho... na época deles não existia ainda esse estilo de vida gospel com total liberdade. Faço o que quero, sem problemas, afinal se é gospel pode!
No fim de semana, enquanto meus pais vão na igreja, eu vou pro "louvorzão" e aos points gospel com meus gospel friends. Cada um na sua!
Minha mina é gospel, meus programas, o que compro, o que consumo, tudo é gospel, logo, não estou pecando certo? Afinal de contas eu sou jovem e tenho que aproveitar a vida!

Mesmo com alguns exageros, esse texto reflete bem o que anda acontecendo em nossas igrejas: Jovens sem compromisso com Deus, preocupados apenas com seus próprios umbigos! Só querem saber de curtir e não buscam a face de Deus! Onde vamos parar? Não quero discutir sobre costumes, se pode ou se não pode usar isso ou aquilo, sou de uma igreja liberal, mas tem gente pegando pesado!
Cara, você pode me chamar de careta, retrô... Mas se gostar das coisas certas é ser careta, então...

Deus é careta!!!!!

Ele gosta das coisas certinhas! E tem mais, quem não andar na linha, seja grande, pequeno, filho de pastor ou o que for! Vai queimar no inferno! A mão de Deus não está encolhida, Ele é amor, mas é fogo consumidor! E você sabe: quem brinca com fogo...
Desculpem a dureza, mas a verdade é pra ser dita, doa a quem doer!

"Se a tua mão provoca escândalo, arranque-a fora! é melhor entrar no céu sem uma mão, que no inferno com as duas.”
LIBERDADE NÃO É LIBERTINAGEM!



Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

- DO DIET PRO LIGTH E INDO PRO ZERO!

Hoje estamos vendo a igreja evangélica em profunda crise. Há desvios sérios:

1) Liberalismo;


2) Sincretismo;


3) Pragmatismo;


4) Ortodoxia morta.



O apóstolo Paulo diz: “… No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adversário seja envergonhado não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito.” (Tt 2:7,8).

 O texto acima foi escrito por Hernandes Dias Lopez e eu decidi usá-lo como mensagem inicial deste post por perceber o quanto ele se enquadra com o que tem em muito incomodado o meu coração.
Fazemos parte da Igreja, somos a Igreja, mas o que temos feito para que a igreja continue a ser o mesmo instrumento deixado por Jesus e por quem seus discípulos e apóstolos viveram e morreram?
O que se percebe até com os olhos carnais é que a título de contextualização a igreja deixou de ser instrumento de transformação e passou a se transformar, se adaptar aos cuidados do mundo.
Vamos comparar?
Há alguns anos atrás as indústrias de alimentos começaram a produzir produtos diet ou dietéticos, para que pessoas com problemas de saúde como diabetes, hipertensão e obesidade pudessem experimentar as mesmas delícias que nós, “saudáveis”, consumíamos.
Afinal a diferença era imperceptível, uma revolução foi levantada e o consumo desses produtos alcançou patamares altíssimos.
Não demorou muito e apareceram os produtos ligth, que ainda estão no mercado. Esses poderiam ser usados por todo tipo de pessoas, tantos as que fossem possuidoras de problemas de saúde quanto as ditas saudáveis.
Estamos na hora ZERO. Parece estranho, mas os produtos da linha zero  estão ganhando cada vez mais espaço, principalmente entre as bebidas, uma delas chega a dizer que “quanto mais zero, melhor”. E assim vamos consumindo aquilo que a mídia nos mostra como fonte saudável, afinal são produtos com menos açúcar, menos sal, menos, menos gordura ou zero de glúten e  conservantes e por aí vai...

Já sei; você está me perguntando: E A IGREJA COM ISSO?

A Igreja dos nossos dias está passando pelo mesmo processo de adaptação às necessidades carnais do homem.  Já estamos bem longe daquela Igreja que Jesus edificou, da Igreja que Lutero, Calvino e tantos outros lutaram para reformar. A igreja dos nossos dias está passando pelo processo do “diet para o ligth e indo para o zero”!


Entramos no diet quando paramos de pregar o arrependimento para salvação, quando o pecado foi banalizado e falar de inferno nos púlpitos passou a ser terrorismo.
Entramos no ligth quando começamos a contrariar a Palavra que diz “vem como está” e passamos a dizer “vem como está e não se preocupe em mudar, permaneça como está afinal, Deus é amor”!
O evangelho transformador, confrontador que leva ao arrependimento e que sacia a sede de Deus no Homem pecador, infelizmente está sendo jogado como pérolas aos porcos. Em nome de um amor que não confronta, que não corrige, que hoje mais parece com o inverso do texto de Matheus 5:15: estamos tirando a lamparina do velador escondendo debaixo da cama. Os líderes esqueceram-se do texto de 

Provérbios 3:12 - Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem. Muitos acreditam que confrontar e mostrar o salário do pecado vai afugentar as pessoas e com isso esvaziar muitas igrejas. Importa nos dias atuais que o templo esteja cheio, que as pessoas saiam com grandes sorrisos nos rostos, mas as dores da alma, o pecado que cega, estes continuarão escondidos, pois já não há quem pregue sobre tais assuntos.

Minha preocupação é que já estamos caminhando para o ZERO. Nesse ponto a igreja será só mais um point de encontro social. Dançaremos e choraremos ao som dos louvores, faremos orações copiosas a um Deus distante e não vamos se quer ter a noção da presença do Altíssimo e do Emanuel.

Você já foi repreendido por Deus alguma vez? É uma experiência inesquecível. Eu, por diversas vezes, precisei ouvir o Senhor falar um pouco mais duro comigo, para que meus olhos espirituais se abrissem para ver os erros e pecados que estavam escondidos em meu coração.
O Senhor faz isso porque nos ama! Imagine se Ele, bondoso como é, nos deixaria entregues a própria sorte? Não traria ao nosso coração sua vontade soberana? Quando você perceber que o Pai Celestial está lhe repreendendo, glorifique o nome dEle, ele faz isso porque te ama!

Certo pregador com coração angustiado orou e perguntou a Deus: “por que temos nos distanciado tanto daquilo que o Senhor mandou que fizéssemos? Por que não temos mais Davis, Moisés, Abraões, Noés, Jacós, já não temos mais profetas como Isaías, Ezequiel, Daniel” e Deus respondeu ao coração daquele pregador: “a minha mão está estendida, mas onde estão os Davis, Abraões, Noés, Jacós, onde estão Isaias, Ezequiel Daniel?


Se quisermos abrir os olhos e pedir direção ao Senhor para sairmos desta situação vamos compreender que a igreja atual está doente, por que fugiu do seu papel resgatador para fazer política, lutar por direitos que não dizem respeito a ela, ser politicamente correta, cobrar do governo coisas que o próprio Deus é quem faz. Precisamos deixar de ser a igreja dos panos quentes, dos “grandes tapetes”, reclamar direitos para não ser perseguida quando a Palavra diz que isso VAI acontecer e bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, por que deles é o Reino dos Céus – Mateus 5:10.

Precisamos passar pelo processo de Isaias conforme o captítulo 6, que vejamos a Deus e que o serafim toque nossos lábios com a brasa viva do altar para nos dar intrepidez e uma conexão direta com o Pai da Luzes que nos fará pregar “O” Evangelho puro, cristalino que não permite que se negocie sua essência e faz com que o sangue de Jesus não tenha sido derramado em vão. Isaías 6:5-8

Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos. (ESSE É O MOMENTO DE CONFRONTO DO PROFETA ISAIAS)

Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz;

E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniquidade foi tirada e expiado o teu pecado.

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.


Provavelmente alguns líderes de pensamento liberal fiquem tristes com o que leram neste post, mas a verdade é que já passamos da hora de promover a reforma da reforma protestante ou Deus vai cobrar das nossas mãos!

Nem diet, nem ligth, nem zero, mas simplesmente a Igreja do Senhor Jesus. É isto que o homem precisa para entender que nas mãos da Igreja está a chave que só ela tem: A QUE NOS LEVA AO CÉU.

Um abraço no seu coração
Fique na graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

- JOGOS DE TABULEIRO


Nesses últimos dias, tenho sido “incomodado” por Deus com uma mensagem que sei, não será bem aceita por algumas pessoas; outras dirão que quero ser o profeta do apocalipse ou que estou vendo coisa onde não existe. Eu relutei muito antes de escrever e só estou fazendo isso com a condição de que Deus conduza minhas palavras. Assim sendo, deixo você à vontade para discordar de mim, peço apenas que respeite a minha opinião.

Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. - Mateus 10:34

Todos temos visto e principalmente ouvido algo novo acontecer, não em nosso meio, mas entre os “sem igreja”. O que antes era tido como repulsivo agora se tornou agradável, o que antes incomodava agora traz paz ao espírito. Falo dos nossos louvores. Eles estão em toda a parte, em novelas, em programas de auditório, em profiles do Facebook, ou seja, em todo o lugar.
Uma música da Aline barros fez parte de uma novela das 9 na Globo.
O programa Raul Gil, já fez homenagens à Fernanda Brum, Diante do trono, Irmão Lázaro e Eishyla...
Você pode ver diversas pessoas que tem entre seus vídeos do Facebook o funk mais pornográfico e a música “Ressuscita-me” da Aline Barros.
“Faz um milagre em mim” com Regis Danese esteve por várias semenas em primeiro lugar na parada da Nativa FM, aqui no Rio em 2009 (detalhe: pra quem não conhece, essa é a rádio secular que está entre as mais ouvidas).

Vocês já observaram o slogan da Som Livre pra o público gospel (evangélico)? “VOCÊ ADORA, A SOM LIVRE TOCA!” Isso quer dizer que a gravadora não está nem aí; o importante é vender! Existe ainda o duplo sentido da frase: VOCÊ ADORA... a quem você adora, a Deus ou ao artista produzido pela SOM “LIVRE”?
Então você diz:

“E você vê isso com maus olhos? E quanto às pessoas que serão alcançadas por esses louvores? Vidas serão transformadas. Pessoas desesperadas ouvirão a voz de Deus e receberão socorro!”

Sim, isso é verdade. Creio que tudo isso irá acontecer. Mas é aí que entra o “jogo de tabuleiro” do título!

Quem já jogou damas sabe que o grande lance do jogo é preparar aquela armadilha onde se entrega uma ou duas peças pro adversário, que as come feliz da vida sem perceber a intenção do oponente que, ao final da jogada, com um sorriso de canto de boca, come quatro ou cinco peças, aí já é tarde demais...
Esse é o jogo que nosso adversário está fazendo.
Ele está nos dando as duas peças, que são pessoas que terão um encontro real e transformador com Cristo, mas ele está atento ao jogo e se prepara pra comer cinco peças: um evangelho light!

Nossa musica é agradável, faz bem, mas é claro, Deus habita no meio dos louvores. Nossas orações resolvem problemas pessoais, óbvio, um coração contrito o Senhor não rejeitará. Então, eu posso aproveitar o que de bom esse evangelho me oferece, sem ter que pra isso abrir mão de nada na minha vida.

A natureza do evangelho é a do confronto, não entre pessoas, mas pessoal, íntimo. O evangelho genuíno de Cristo, mostra ao homem que ele está perdido e que precisa se voltar para Deus. Toda pessoa exposta às verdades do evangelho encara um dilema, pois percebe que precisa abrir mão das coisas erradas que anda fazendo, que precisa fazer mudanças na sua vida. Quem adulterava não adultere mais, quem roubava não roube mais, quem transava com o namorado(a) não transe mais!

Como alguém pode cantar:
“Me ensina a ter Santidade
Quero amar somente a Ti
O senhor é meu bem maior, faz o milagre em mim”
;
sem viver isso de verdade? (sim, eu sei que tem muito crente que faz isso, mas isso é assunto pra outro post) Como eu posso pedir pra Deus me ensinar a ter santidade sem abrir mão do pecado?
Por que essas pessoas irão querer um evangelho de confronto se elas podem ter a opção do evangelho light? Que diz que não há necessidade de mudança, que elas podem continuar no erro e receber as bênçãos de Deus, podem ir às nossas celebrações, ir à frente pedindo oração, sem nunca se manifestar aceitando a Cristo verdadeiramente.

Nosso inimigo está oferecendo um evangelho que tem Jesus, suas bênçãos, seus milagres, seus ensinamentos, sua salvação, mas não tem Cristo com sua renúncia, seu senhorio e sua cruz.
E a cada dia que passa o evangelho vai se tornando mais “acessível e agradável”.

Observe o evangelho nos EUA. Em 1902 a Califórnia experimentou um avivamento tão grande que um dos resultados foi o nascimento da Assembleia de Deus aqui no Brasil. Com o passar dos anos, o evangelho foi “normalizado” por lá, a música gospel já não é mais um estilo, mas um ritmo que toca na MTV. Alguns cantores cantam musica gospel e secular. Num show o U2 tocou a música “40” do Michael W. Smith. Presidentes são evangélicos. Hoje os EUA é um pais falido espiritualmente e São Francisco, na Califórnia é considerada a cidade mais gay do mundo.

Nosso inimigo é sutil e astuto e ele sabe que Jesus está voltando, por isso ele trabalha dia e noite pra levar o maior numero possível de pessoas para o inferno. Quem acha que ele vai trabalhar às claras ou se mostrar como ele realmente é está enganado, ele trabalha na surdina, nas coisinhas insignificantes, que passam despercebidas e que nós vemos como normais.

Não pensem que os falsos cristos que virão, serão homens vestidos de Jesus e falando asneiras. Falsos cristos são falsas palavras, falsos evangelhos, que se parecem e muito com o evangelho de Cristo, mas que destoam em pequenas coisas, pequenas o suficientes pra não serem notadas, mas grandes o suficiente para levar para o inferno.
Como eu disse no começo, você pode discordar de mim, é um direito seu, assim como é um dever meu apontar o pecado e o erro.
É hora de acordar.


E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
Gálatas 5:24

Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson