quarta-feira, 7 de agosto de 2013

- DO DIET PRO LIGTH E INDO PRO ZERO!

Hoje estamos vendo a igreja evangélica em profunda crise. Há desvios sérios:

1) Liberalismo;


2) Sincretismo;


3) Pragmatismo;


4) Ortodoxia morta.



O apóstolo Paulo diz: “… No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adversário seja envergonhado não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito.” (Tt 2:7,8).

 O texto acima foi escrito por Hernandes Dias Lopez e eu decidi usá-lo como mensagem inicial deste post por perceber o quanto ele se enquadra com o que tem em muito incomodado o meu coração.
Fazemos parte da Igreja, somos a Igreja, mas o que temos feito para que a igreja continue a ser o mesmo instrumento deixado por Jesus e por quem seus discípulos e apóstolos viveram e morreram?
O que se percebe até com os olhos carnais é que a título de contextualização a igreja deixou de ser instrumento de transformação e passou a se transformar, se adaptar aos cuidados do mundo.
Vamos comparar?
Há alguns anos atrás as indústrias de alimentos começaram a produzir produtos diet ou dietéticos, para que pessoas com problemas de saúde como diabetes, hipertensão e obesidade pudessem experimentar as mesmas delícias que nós, “saudáveis”, consumíamos.
Afinal a diferença era imperceptível, uma revolução foi levantada e o consumo desses produtos alcançou patamares altíssimos.
Não demorou muito e apareceram os produtos ligth, que ainda estão no mercado. Esses poderiam ser usados por todo tipo de pessoas, tantos as que fossem possuidoras de problemas de saúde quanto as ditas saudáveis.
Estamos na hora ZERO. Parece estranho, mas os produtos da linha zero  estão ganhando cada vez mais espaço, principalmente entre as bebidas, uma delas chega a dizer que “quanto mais zero, melhor”. E assim vamos consumindo aquilo que a mídia nos mostra como fonte saudável, afinal são produtos com menos açúcar, menos sal, menos, menos gordura ou zero de glúten e  conservantes e por aí vai...

Já sei; você está me perguntando: E A IGREJA COM ISSO?

A Igreja dos nossos dias está passando pelo mesmo processo de adaptação às necessidades carnais do homem.  Já estamos bem longe daquela Igreja que Jesus edificou, da Igreja que Lutero, Calvino e tantos outros lutaram para reformar. A igreja dos nossos dias está passando pelo processo do “diet para o ligth e indo para o zero”!


Entramos no diet quando paramos de pregar o arrependimento para salvação, quando o pecado foi banalizado e falar de inferno nos púlpitos passou a ser terrorismo.
Entramos no ligth quando começamos a contrariar a Palavra que diz “vem como está” e passamos a dizer “vem como está e não se preocupe em mudar, permaneça como está afinal, Deus é amor”!
O evangelho transformador, confrontador que leva ao arrependimento e que sacia a sede de Deus no Homem pecador, infelizmente está sendo jogado como pérolas aos porcos. Em nome de um amor que não confronta, que não corrige, que hoje mais parece com o inverso do texto de Matheus 5:15: estamos tirando a lamparina do velador escondendo debaixo da cama. Os líderes esqueceram-se do texto de 

Provérbios 3:12 - Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem. Muitos acreditam que confrontar e mostrar o salário do pecado vai afugentar as pessoas e com isso esvaziar muitas igrejas. Importa nos dias atuais que o templo esteja cheio, que as pessoas saiam com grandes sorrisos nos rostos, mas as dores da alma, o pecado que cega, estes continuarão escondidos, pois já não há quem pregue sobre tais assuntos.

Minha preocupação é que já estamos caminhando para o ZERO. Nesse ponto a igreja será só mais um point de encontro social. Dançaremos e choraremos ao som dos louvores, faremos orações copiosas a um Deus distante e não vamos se quer ter a noção da presença do Altíssimo e do Emanuel.

Você já foi repreendido por Deus alguma vez? É uma experiência inesquecível. Eu, por diversas vezes, precisei ouvir o Senhor falar um pouco mais duro comigo, para que meus olhos espirituais se abrissem para ver os erros e pecados que estavam escondidos em meu coração.
O Senhor faz isso porque nos ama! Imagine se Ele, bondoso como é, nos deixaria entregues a própria sorte? Não traria ao nosso coração sua vontade soberana? Quando você perceber que o Pai Celestial está lhe repreendendo, glorifique o nome dEle, ele faz isso porque te ama!

Certo pregador com coração angustiado orou e perguntou a Deus: “por que temos nos distanciado tanto daquilo que o Senhor mandou que fizéssemos? Por que não temos mais Davis, Moisés, Abraões, Noés, Jacós, já não temos mais profetas como Isaías, Ezequiel, Daniel” e Deus respondeu ao coração daquele pregador: “a minha mão está estendida, mas onde estão os Davis, Abraões, Noés, Jacós, onde estão Isaias, Ezequiel Daniel?


Se quisermos abrir os olhos e pedir direção ao Senhor para sairmos desta situação vamos compreender que a igreja atual está doente, por que fugiu do seu papel resgatador para fazer política, lutar por direitos que não dizem respeito a ela, ser politicamente correta, cobrar do governo coisas que o próprio Deus é quem faz. Precisamos deixar de ser a igreja dos panos quentes, dos “grandes tapetes”, reclamar direitos para não ser perseguida quando a Palavra diz que isso VAI acontecer e bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, por que deles é o Reino dos Céus – Mateus 5:10.

Precisamos passar pelo processo de Isaias conforme o captítulo 6, que vejamos a Deus e que o serafim toque nossos lábios com a brasa viva do altar para nos dar intrepidez e uma conexão direta com o Pai da Luzes que nos fará pregar “O” Evangelho puro, cristalino que não permite que se negocie sua essência e faz com que o sangue de Jesus não tenha sido derramado em vão. Isaías 6:5-8

Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos. (ESSE É O MOMENTO DE CONFRONTO DO PROFETA ISAIAS)

Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz;

E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniquidade foi tirada e expiado o teu pecado.

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.


Provavelmente alguns líderes de pensamento liberal fiquem tristes com o que leram neste post, mas a verdade é que já passamos da hora de promover a reforma da reforma protestante ou Deus vai cobrar das nossas mãos!

Nem diet, nem ligth, nem zero, mas simplesmente a Igreja do Senhor Jesus. É isto que o homem precisa para entender que nas mãos da Igreja está a chave que só ela tem: A QUE NOS LEVA AO CÉU.

Um abraço no seu coração
Fique na graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

Nenhum comentário:

- VOCÊ ESTÁ CHEIO DE QUE?

Efésios: 5: 17   Portanto, não sejais faltos de juízo, mas buscai compreender qual é à vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinh...