sexta-feira, 12 de outubro de 2012

- PASTORES vs OVELHAS - INVERSÃO DE VALORES


Hebreus 13: 17

Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.”

Pastores e ovelhas eram uma parte tão familiar do mundo antigo que se tornaram uma pronta metáfora para os escritores bíblicos. O terno cuidado dos pastores com suas ovelhas levaram Davi e seus companheiros salmistas a falar do Senhor como o pastor de Israel (Salmos 23; 80:1), e de Israel como “as ovelhas do Seu pasto” (Salmos 100:3; 95:7; 79:13; 78:52).

Eu sou nascido e criado na Igreja Batista, sou Pastor Batista. Recordo-me dos domingos pela manhã que eram dedicados à parte administrativa da igreja, as chamada Sessões ou Assembleias, como chamamos hoje. Nessas assembleias eram decididas todas as diretrizes administrativas da igreja e nós (pelos menos os batistas) nos acostumamos a ver e brigar pela soberania da maioria democrática nas votações, inclusive no que se dizia ou diz respeito à disciplina do rebanho.

Mas afinal; quem toma conta do rebanho?

A Palavra de Deus, a Bíblia, nos ensina em Hebreus 13: 17 que as ovelhas devem obedecer e se sujeitar ao seu pastor. Então quem tem a prerrogativa de disciplinar o rebanho é o Pastor. Alguma dúvida?

Porém tive a minha atenção voltada para esta questão quando um pastor, amigo meu, foi indicado para participar em um processo de sucessão pastoral em uma igreja e foi preterido por que disse no momento da entrevista que não abriria mão de ser o doutrinador ou disciplinador do rebanho e que a assembleia não teria autoridade sobre este quesito.

Faço aqui algumas perguntas: 


Na escola, aluno disciplina aluno?

 No quartel soldado pune soldado? 

Por que na igreja ovelha tem que disciplinar ovelha?

Quem aplica o doutrinamento e a disciplina dentro do rebanho é o pastor. As igrejas ao longo dos tempos se habituaram a deliberar sobre assuntos que dizem respeito a alguém que o próprio Deus levantou para fazer. A maioria da igreja decide o que comprar, de que forma vai pagar, se vai dar aumento para o zelador, se vai comprar um ônibus ou uma van etc. Agora rebanho avocar para si a decisão máxima em disciplinar uma ovelha, não! Isto é função do pastor.

Por outro lado existe uma visão e eu já li em estatuto de igrejas a lavra de que uma das obrigações do pastor é fazer o rebanho multiplicar. Este é um dos maiores enganos que a igreja vem comet
endo ao longo dos tempos: quem gera a multiplicação do rebanho são as ovelhas; o pastor é o cuidador, tratador, guia do rebanho. Você já viu gato gerar cachorrinhos ou coelhos gerarem gatos? Logo quem gera ovelha é outra ovelha.

Precisamos rapidamente voltar os nossos olhos para as nossas obrigações espirituais. A Igreja oferta para o sustento de missionários, paga salário ao pastor e depois muitos dizem “eu fiz a minha parte”!

Errado, a nossa parte está lá em Mateus 28:19

Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

Este texto não foi escrito só para os pastores, muito pelo contrário, é para todos e, claro, isto acaba incluindo o pastor (que também é ovelha e precisa ser um multiplicador), mas a responsabilidade central do crescimento do rebanho é das ovelhas (ovelha gerando ovelha)!

Então precisamos acabar com esta inversão de valores que abunda as entranhas das igrejas, principalmente as batistas (falo assim porque sou cristão batista): O pastor cuida do rebanho e as ovelhas geram outras ovelhas através do testemunho, da amizade, ganhando a confiança das pessoas, pregando o Evangelho com a própria vida!

Jesus narra, no Evangelho de Lucas, a parábola de um pastor que apascentava cem ovelhas, mas uma desgarrou-se.

Tal fato gerou, no pastor, uma atitude altruísta: foi pelo deserto em busca da ovelha que se perdera, e só deu a missão por acabada quando a ovelha estava acolhida no seio do rebanho. Ele estava cumprindo a sua vocação, cuidar de ovelhas. Fora chamado e treinado para isso, portanto, não poderia fugir à responsabilidade. Veja que o pastor não mandou outra ovelha à busca da que se perdera.

Uma outra coisa: existe um termo agressivo e bastante comum no nosso meio: EXCLUSÃO! Eu gostaria que alguém me dissesse se Jesus excluiu alguém em seu ministério? E olha que situações para isso não faltaram! Ele não excluiu a mulher adúltera, nem Pedro, nem Judas (este se auto excluiu).

ROMANOS 14:12 diz: “De maneira que cada um de nós daráconta de si mesmo a Deus.”

Os pastores pagam duas contas: a deles mesmos e a das ovelhas! Ovelhas que se perderam e eles não procuraram, ovelhas que não foram tratadas, discipuladas ou que não receberam os ensinamentos devidos etc.!

Para encerrar:

Ovelha gera ovelha, aumenta o rebanho. Pastor cuida, trata, ensina, doutrina e disciplina o rebanho e até no momento, se necessário, da ovelha ser tratada como gentia, tem que ser por decisão pastoral!

Tenho dito!!!



Um abraço no seu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus!
Pr William Thompson

9 comentários:

Anônimo disse...

“Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas ordens, pois eles cuidam sempre das necessidades espirituais de vocês porque sabem que vão prestar CONTAS DISSO a DEUS. Se vocês obedecerem, eles farão o trabalho com alegria; mas, se vocês não obedecem, eles trabalharão com tristeza, e isso não ajudará vocês em nada.”

Anônimo disse...

Gostei muito desse texto,vale apena ler!
IOLANDA CARREIRO DA LUZ

Anônimo disse...

Concordo em todo o conteúdo da doutrina bíblica acerca do assunto. Todavia, como cristão também Batista desde o berço, percebo que atitudes assim (ingerência no "cuidado pastoral" com as ovelhas), são fruto de equívocos pastorais quando na resolução de discordâncias (às vezes administrativas) passa-se a "tratar" a ovelha de forma injusta e causa ainda mais dano ao rebanho. Por essas más experiências é que as ovelhas buscam se proteger com idéias como a ora combatida nesse artigo. Eu sei como isso funciona. E bem de perto.
Graça e Paz.

André Luiz disse...

Amado Pastor,
Concordo com sua exposição, acrescentando que ovelha que busca (pela força e falta de conhecimento) tomar o lugar do pastor, não é ovelha. Passo pelos mesmo problemas na igreja, uma vez que algumas ovelhas se levantam, em desobediência às ordens pastorais, acreditando (penso eu) serem mais importantes que o próprio Deus, dizendo-se que sem elas a igreja não sobrevive. Está na hora de pastores assumirem a sua condição e não deixar que ovelhas disciplinem ovelhas. Antes, que sejam obedientes aos seus pastores. O Senhor instituiu pastores para dirigirem Suas igrejas. Ele não instituiu ovelhas.
Um forte abraço, Pr. André Figueiredo

Pr. Gilberto Junior disse...

Queridos, sou Batista desde berço tb, e acreditem já vi muita coisa, hoje tenho percebido que muitos irmãos estão preocupados em tomar as decisões disciplinares onde as mesmas devem ser observadas e tratadas pelo Pastor, pois é responsabilidade deste dada pelo Senhor, ao Pastor, o cuidado com o seu rebanho e tratamento. Concordo com a Visão exposta e entendo que as assembleias são apenas para tratar de assuntos administrativos e não pastorais, quem tem que tratar, ensinar e disciplinar é o Pastor, apenas ele orientado pelo Espirito Santo, não deve ser algo que deva ser compartilhado com todos........... Penso mais, a ovelha tem que confiar em seu Pastor, pois a liderança e autoridade Espiritual sobre a vida da ovelha é dada pelo Senhor, então a mesma deve confiar no cuidado e orientação de seu Pastor, se isso não acontecer sugiro, orar pedir orientação ao Senhor e procurar outro aprisco....
Pr. Gilberto Junior

William THOMPSON MATHEUS disse...

Você transparece claramente ser uma pessoa que não confia no seu pastor, ou em pastor nenhum. Com sua atitude vc pode ser um gerador de facções no meio da igreja, sempre colocar do algum irmão contra a orientação pastoral. Deus vai cobrar isto de vc: Hebreus 13: 17
“Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, "porque isso não vos seria útil.”
Confie, entenda que Deus é o orientador do seu Pastor e não você com facções e implantando divisões no meio da igreja colocando irmãos contra o pastor e muitas vezes isso acontece pelas costas. A disciplina do rebanho é responsabilidade do PASTOR e não do rebanho!
simples não?

marcos sal da terra disse...

Existem pastores e vaqueiros (mais vaqueiros de que pastores) pastor vai a frente do rebanho de Cristo - é apenas um servo Dele. Vaqueiro anda atrás, tangendo "seu" gado, pro seu curral. Como diria o poeta "ê,ô,ô vida de gado, povo marcado este, povo "feliz".

João M Politof disse...

Jesus Cristo é o Único bom Pastor!
O resto são homens imperfeitos como toda ovelha...
Jesus derramou o Espirito santo sobre a vida de todos nós que o aceitamos, e todos podemos ministrar e interceder pelos outros..
A visão de que existe um Santo da igreja e que todos nós devemos respeitar os ensinamentos dele é ECLESIÁSTICA e não APOSTÓLICA...
Muitas pessoas seguem falsos profetas, e confiam em ladrões ao acharem que o Pastor é supremo e Deus fala só com Ele!
Creio que nos dias de hoje a expressão "PASTOR" (Usada para se referir à um ministro do Espirito Santo) é uma maneira carinhosa de chamar o ministro ESCOLHIDO POR DEUS, para representar aquele rebanho (NO QUAL ELE MESMO TAMBÉM ESTÁ INCLUSO) perante a sociedade, e guiar da melhor maneira possível as pessoas ao bom Pastor que é Cristo, e Cristo disciplinará e corrigirá e perdoará e apascentará a sua igreja com todo o amor que nenhum ministro pode ter...
Um bom ministro leva as ovelhas a Cristo, um bom ministro serve, não julga ninguém, porque sabe que não tem poder pra isso!
E a boa Ovelha (Pessoa que é ministrada) é mansa para aceitar que o bom ministro apresente-a ao CAMINHO, VERDADE e VIDA que é Cristo!

Cada membro um ministro...

William THOMPSON MATHEUS disse...

João, o nome disso é anarquia. As lideranças da igreja estão explícitas nas Escrituras.