terça-feira, 17 de julho de 2012

- O PECADO DÁ AUTORIDADE! AUTORIDADE NO PECADO?

Nós nascemos com a marca do pecado, temos a marca adâmica do pecado em nossa vida, motivo pelo qual Deus enviou Jesus, o Segundo Adão:

I Coríntios 15:22

Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo

I Coríntios 15:45
Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante, e veio para nos dar vida e vida em abundância.

Você deve estar me perguntando: “o que isso tem a ver com o pecado dar algum tipo de autoridade?”

JÁ VOU TE EXPLICAR:

Quando nós pecamos estamos caídos, se permanecemos no pecado, continuamos caídos e cada vez mais distantes de Deus. Muitas vezes se faz necessário que alguém nos estenda a mão a fim de nos reerguermos e é o Espírito Santo que nos convence do pecado, da justiça e do juízo:

João 16:7-11 - Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.

Do pecado, porque não crêem em mim;

Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;

E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.

Em suma, se deixamos de lado aquilo que o Espírito Santo ministra constantemente às nossas vidas, vamos cada vez mais ao fundo do poço.


O homem carnal tem sempre uma visão crítica e discriminatória quando vê alguém caído no pecado e, sempre o pecado acaba sendo classificado em categorias: tudo por conta do homem; pois para Deus pecado é pecado e não tem tamanho. Quando um irmão mente, faz uma fofoquinha, usa de maledicência, entre outras coisas, nós não vemos mal algum, achamos natural e até "normal". Mas quando se sabe que alguém caiu em roubo, adultério, fornicação, homicídio, aí sim, fica instaurado o escândalo. Por conta disso caímos lá em I Corintios 11:30 - Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem.

Como já disse, Deus não dimensiona o pecado, o que diferencia o pecado são as consequências que esses pecados podem trazer para a nossa vida.

O PECADO NOS FAZ SOFRER

Muitas vezes somos levados ao deserto por não compreender que Deus quer conserto, quer nos ver de pé e está sempre de braços abertos para nos perdoar e basta para Ele o nosso arrependimento, não remorso, como aconteceu com Judas,

(Mateus 27:3-5 - Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,

Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.

E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.), para que a nossa história mude.


Toda vez que nos levantamos precisamos ter a posição de Davi, que Salomão descreve de uma maneira linda em (Provérbios 28:13) - O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.

É a misericórdia de Deus que nos faz ter autoridade advinda do pecado que cometemos.

COMO?

É bem simples, e se reporta a uma coisa que vamos acumulando ao longo de nossas vidas: EXPERIÊNCIAS!

Eu já vi casos de pessoas apontarem o dedo na face do Pastor para dizer: “você não tem moral para me disciplinar, você já cometeu o mesmo pecado que eu. Revelou-se aí, além do erro que estava em discussão, o pecado de rebeldia, por que além da autoridade pastoral existia sobre aquele pastor a autoridade de um dia já ter caído, conhecer o cheiro podre da lama, a experiência de ter sido levado pro vale a fim de ser ensinado por Deus para que confessasse, abandonasse e alcançasse misericórdia.

Conheço vários pastores que já foram traficantes, viciados em todo tipo de drogas, pastoras e missionárias que já foram garotas de programa, envolvidas com toda qualidade de vícios e Deus os resgatou, os transformou e os fez ganhadores e apascentadores de almas. Agora imagine se por causa disso eles vierem a se omitir e permitir que todo tipo de pecado vá se alojando no meio da igreja, somente por conta da sua vida passada, a fim de não ser acusado por ninguém?

A Palavra nos exorta que na casa de Deus tudo é feito com ordem e decência e se uma quantidade de pecados, seja ela qual for, estiver no passado do Pastor ou Líder, a ovelha TEM que entender que esses pecados conferem a esses líderes uma autoridade muito maior do que se possa imaginar, por que eles têm todas as informações a fim de ajudar para que o membro da igreja não caia no mesmo pecado e se vier a cair eles sabem o “caminho das pedras” para lhe tirar daquela situação e colocá-la de pé.

Muitas pessoas gostam de pescaria; uns pescam na praia, outros em alto mar, outros à beira de um rio, mas infelizmente as nossas igrejas estão cheias de pessoas que gostam de pescar no mar do esquecimento. (Miquéias 7:19) - Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar. Pessoas que ficam buscando os pecados passados de seus líderes e irmãos para confrontá-los no momento em que a disciplina vier sobre si.

É claro que o nosso pecado entristece o coração de Deus e Ele nunca nos impulsionará para lá. Mas uma vez que somos nós que procuramos o pecado por nossa conta e risco, damos de cara na lama. Mas quando ouvimos a voz do Espírito Santo, nos arrependemos e retornamos, nos submetendo à autoridade pastoral, disciplina; pilar básico em qualquer comunidade, (a igreja é uma comunidade), ouvimos a repreensão, pedimos perdão a Deus, ao líder e à igreja, mostrando a Ele um arrependimento maior que o nosso pecado, um desejo sincero de abandonar esse pecado, tenha certeza Ele (DEUS ) vai usar essa experiência pecaminosa do passado para que o pastor possa:

Primeiro: detectar quando alguém está em pecado. A atitude, o jeito, o distanciamento e até mesmo a cara de pau da ovelha, chamam a atenção. O pastor precisa conhecer seu rebanho;

Segundo: seguir e buscar a ovelha em casa, na rua ou mesmo no habitat natural do pecado, se for necessário;

Terceiro: trazê-la de volta o mais rápido possível, antes que o mundo a abrace de vez;

Quarto: fazê-la entender que todo pecado trás consequências e a disciplina bíblica e pastoral é uma delas (mesmo depois de arrependida);

Quinto: fazê-la entender que o pastor é autoridade no assunto e na igreja, pois pode já ter vivido esta situação a fundo;

Sexto: tirar todo o carrapicho grudado à lã da ovelha e tratá-la com alimento diferenciado pelo tempo que for necessário e;

Sétimo: mostrar à ovelha que se não houver um conserto ela poderá passar um longo tempo no deserto e até vir a ser tratada com gentia.

Agora você entende o porquê do tema:

O PECADO DÁ AUTORIDADE!


AUTORIDADE NO PECADO?

É isso aí. Um viciado em drogas, um traficante, uma prostituta, um homossexual, que se converteu, se arrependeu e abandou o vício, é uma verdadeira autoridade para detectar e ajudar outras pessoas a não caírem no mesmo poço.

Não fique pescando no mar do esquecimento da vida do seu líder e de seus irmãos por que quando Deus jogou os pecados deles lá foi para dar-lhe autoridade e conhecimento para te disciplinar e te tratar e te apresentar ao Senhor como obreiro aprovado que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.
2 Timóteo 2:15.
Quando você estiver em pecado e souber que o seu pastor ou se líder já passou por situação idêntica; no momento em que ele for te buscar renda-se e se entregue à admoestação do cajado porque ele tem a AUTORIDADE conferida a ele por Deus diante do PECADO que um dia ele cometeu e que o Senhor Jesus perdoou e o Pai lançou no mar do esquecimento!

Você sabia que o cajado tem pelo menos três funções?

Um cajado não é uma bengala para pastor, é uma ferramenta dada por Deus e que infelizmente por muitas vezes é mal utilizada por pastores e mal interpretada por ovelhas rebeldes!

A primeira função do cajado está na ponta: ela é usada tanto para afugentar os lobos que tentam atacar o rebanho, quanto para disciplinar ovelha rebelde, fujona, displicente etc.;


A segunda está na parte curvada: ela serve para trazer a ovelha ferida, a ovelha carente para perto do pastor que a levará ao peito onde receberá calor, carinho e tratamento;

A terceira é o meio do cajado, local onde, depois de realizar todas as tarefas atribuídas a um pastor, ele se apoia e finalmente descansa e, de pé, observa todo o rebanho!

Obreiro aprovado
Grupo Logus

Você lembra quando foi
Que o Senhor o separou
Dentre todos os amigos,
Dentre os entes mais queridos?
E lhe encheu a alma toda de paixão tão desmedida
Pelas almas, pelas vidas,
Que não sabem pra onde vão?
Mas o tempo foi passando,
E a paixão se esfriou...

Óh meu Senhor,
Responda-me: Por quê?

Você precisa se obreiro aprovado
E não ser acusado por ninguém.
Andar como meu filho andou
E amar com o genuíno amor
Que eu lhe dei. Mas...
Se me buscar na Palavra, de coração na palavra,
Eu dou-lhe Minha palavra:
Me achará, e aprovado será.

Saiba submeter-se à autoridade do seu pastor, ele é um ungido do Senhor e não cabe a você nem a ninguém avaliar o passado, haja vista que Deus olha para frente, não leva em conta o tempo da ignorância e quando perdoa esquece. Deus esquece. se você é do tipo que não se submete, usa de rebeldia com seu pastor, você terá o seu quinhão por essas atitudes.

Você não tem que entender o que acabou de ler como uma instrução para pecar. Se você não cometeu pecados que tragam consequências escandalosas não quer dizer que você não terá autoridade diante de Deus. O que eu acabei de te dizer é que precisamos aprender com nossos erros e usar essa experiência a favor da Obra de Deus!




Graça e Paz
Um abraçono coração!
Pr. William Thompson

Um comentário:

Anônimo disse...

Deus é onisciente, onipotente e onipresente e sabe que os nossos erros vão servir para ajudar a muitos num futuro que Ele conhece e que nós só vamos ver depois que nos arrependermos verdadeiramente e nos voltarmos para Ele com nossas mãos limpas!
Nunca tinha pensado por esse lado, mas é preciso vigiar pois Deus não nos impele ao pecado. Ele ama o pecador, mas continua odiando o pecado!

- VOCÊ ESTÁ CHEIO DE QUE?

Efésios: 5: 17   Portanto, não sejais faltos de juízo, mas buscai compreender qual é à vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinh...