terça-feira, 29 de março de 2016

- O AMOR DE DEUS É INCONDICIONAL? SIM! SÓ QUE NÃO!!!



Graça e Paz

Há algum tempo esse texto vem cozinhando meus miolos e eu sei que se mal interpretado pode dar pano pra manga, mas...

Estava na Praça do Colonizador, no Centro de Papucaia, (2º Distrito de Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro) e lá ainda tem aquela rádio comunitária com alto-falantes espalhados por todos os postes e me chamou atenção a canção que estava tocando, bastante conhecida que dizia: 
“Deus me ama, o seu amor é tão grande, incondicional...” e alguém ao meu lado disse como que sussurrando: “incondicional; só que não!”

Depois de passar bastante tempo pensando no assunto cheguei à conclusão: ele está certo!

Vamos por partes:

· Se o amor de Deus é incondicional, por que tanta gente “boa” vai para inferno todos os dias?

· Se o amor de Deus é incondicional, por que está escrito em
Mateus 25:41
Mas o Rei ordenará aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos! Apartai-vos de mim. Ide para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos; 
e em
Lucas 13:25
Quando o proprietário da Casa tiver levantado e fechado a porta, e vós, do lado de fora, começardes a bater, exclamando: ‘Senhor, abre-nos a porta!’ Ele, contudo, vos responderá: ‘Não vos conheço, nem sei de onde sois vós!’?


· Se o amor de Deus é incondicional por que Jesus não salvou também Gestas, o outro ladrão crucificado consigo no Calvário?

· Se o amor de Deus é incondicional por que está escrito em Mateus 7; 22-23 Muitos dirão a mim naquele dia: ‘Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’Então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal.

Um turbilhão de questionamentos podem surgir a partir daí, mas... sem pensar não se pode escrever, então...

O amor de Deus É incondicional, mas para que isso seja uma realidade na minha vida preciso observar algumas questões:

1 ENTENDER


2 RECONHECER

3 ACEITAR

4 CONFESSAR

5 RECEBER

Entender o que está escrito em II Pedro 3:9

9 - O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a tenham por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
Longânimo quer dizer que ele continua esperando uma atitude nossa. Precisamos entender que Jesus é Salvador, mas eu só posso ser salvo se eu quiser. Imagine que eu estou me afogando numa praia e logo chega o salva-vidas com Jet-ski, helicóptero e bravos nadadores para me salvar, mas ao invés de me entregar à segurança eu prefiro ir para o fundo, rejeitando a ação salvadora. Certamente morrerei. Da mesma forma Deus quer que através de Jesus todos sejam salvos, mas se o rejeitarmos...

Mateus 12:32, fala sobre pecado sem perdão:

E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém blasfemar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.

Pecado sem perdão é aquele que levamos conosco para a eternidade e a maior blasfêmia que alguém pode cometer e que certamente a levará consigo para a eternidade é rejeitar o Espírito Santo e como diz a canção: “no céu não entra pecado...”

Reconhecendo que sou pecador tenho meio caminho andado para me encontrar com o amor incondicional de Deus. Meus olhos começam a se abrir e posso em Jesus Cristo mudar minhas perspectivas espirituais. Começo a identificar meus pecados, minhas transgressões (isso doe nos ossos) e passo a sentir uma necessidade de conversar com Alguém sobre isso. Então vou para o próximo passo.

Eu aceito a minha condição de pecador e que necessito urgentemente de um salvador.

Ele estava o tempo todo ao meu lado, mas eu não conseguia vê-lo. Meus olhos estavam como que nublados, turvos pelos cuidados do mundo, mas agora posso senti-lo, posso abrir meu coração e confessar que o amo que sou o mais miserável dos pecadores e movido por esse amor inexplicável o declaro meu Senhor, meu Salvador, meu Dono, meu Rei. E quando, como o filho pródigo, começo a confessar minhas transgressões ele me abraça e me diz: “Eu conheço todos os teus pecados, eles estão cravados na minha cruz, eu te perdoo, te recebo como meu filho, te ofereço o meu perdão, te faço comer o melhor desta terra!

Isto é o amor incondicional de Deus. Ele é incondicional, pois não importa o seu pecado, Ele, mediante seu sincero arrependimento, te perdoa.

Os nossos pecados acendem a ira de Deus, mas em Jesus Cristo temos o nosso propiciatório, que em amor incondicional, nos justifica e nos apresenta ao Pai!


Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson


*Os nomes destes dois personagens que ladeavam Jesus no momento de sua morte não estão citados nos Evangelhos. Coube ao Evangelho de Nicodemos, um livro apócrifo, não oficializado, considerado como não canônico, tendo surgido no século III, em seu capítulo 9, verso 5, a identificação dos dois malfeitores como sendo Dimas e Gestas.

Nenhum comentário:

- VOCÊ ESTÁ CHEIO DE QUE?

Efésios: 5: 17   Portanto, não sejais faltos de juízo, mas buscai compreender qual é à vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinh...