sábado, 29 de agosto de 2015

- 70x7



Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Mateus 18:21-22

Há bem pouco tempo publiquei aqui no Adorador Extravagante uma parábola que tratava sobre o perdão. Perdão entre irmãos. Hoje voltarei ao assunto com a colaboração do meu grande amigo Pr. Gilberto Moreira Júnior.

"Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas" (Mateus 6:14-15).


Perdão é uma palavra pequena, mas difícil de ser proferida. Há que se entender que é um substantivo que para ser usado é preciso uma análise situacional de nossa própria posição dentro de um fato que nos levará a pedir ou “liberar” perdão.

O caminho que nos leva ao perdão passa pelas perdas.

O que o dicionário nos diz sobre perda?
Significado:
- s.f. : Ato ou efeito de perder ou ser privado de algo que possuía.
- Diminuição que alguma coisa sofre em seu volume, peso, valor.
- Prejuízo financeiro.
- O ato de não vencer.
- Militar O mesmo que baixa, em combate.
- Mau emprego: perda de tempo.
- Teologia Danação: causar a perda de uma alma.
- Perdas e danos, prejuízos sofridos pelo credor, em virtude de diminuição do seu patrimônio e também por causa de lucros que deixou de perceber.
- Danos físicos e/ou emocionais.
loc. adv. Em pura perda, em vão, inutilmente.

Sinônimo de perda: agravo, dano, detrimento, estrago, perca, perdida e prejuízo.

Numa situação de perdão só existem dois lados: o que perdeu e o que provocou a perda. Vamos analisar a problemática à luz da Palavra de Deus observando dois personagens de uma mesma linhagem familiar e que sofreram perdas terríveis: José (filho de Jacó) e Jesus, o Cristo.

José, um adolescente de 17 anos foi vendido por seus irmãos, friamente, por inveja, porfia, ira, ele foi separado de sua família, sendo escravo no Egito, mas se destacou e se tornou supervisor da casa de POTIFAR, seu senhor egípcio. Mas a vida é uma caixinha de surpresas e o desastre atingiu o jovem José. A mulher de seu senhor se encanta por ele e tenta seduzi-lo, ele resistiu, foi fiel ao seu Deus e ao seu senhor, mas as mentiras da mulher de Potifar o levam à prisão onde se tornou supervisor dos prisioneiros, permanecendo lá por 02 anos, destacando-se por interpretar os sonhos dos outros presos. Genesis 37 a 40.

Faraó rei do Egito, teve um sonho e desejava sua interpretação, José foi quem interpretou esse sonho e foi colocado como governador, o segundo homem mais poderoso do Egito.Genesis 41.

Cumprindo-se àquilo que José interpretara dos sonhos do Faraó, seca, fome e miséria atacam os povos ao redor do Egito, que era a única nação farta; o que leva os irmãos de Jose, aqueles mesmos que o haviam vendido como escravo, a descer ao Egito a fim de comprar matimento para a casa de Jacó. Gênesis 42.

Vamos aqui agora: coloque-se no lugar de José. Seus irmãos sequer o reconheceram, estavam desesperados pelo mantimento que foram buscar. José os reconhece e num primeiro momento, provavelmente, a ira tomou conta do seu coração, a vontade de vingar-se, era a hora perfeita para a revanche. Uma palavra sua e a vida de seus irmãos acabava ali. Mas longe daquele lugar havia um pai, idoso, cansado e ainda dolorido e deprimido pela trágica “perda” de seu filho. Todas as perdas passaram pela mente de José e no capítulo 45 do Gênesis ele finalmente dá-se a conhecer a seus irmãos que têm um misto de medo, arrependimento e outras ansiedades, mas José os perdoa e os manda buscar Jacó, seu pai. Apressai-vos, e subi a meu pai, e dizei-lhe: Assim tem dito o teu filho José: Deus me tem posto por senhor em toda a terra do Egito; desce a mim, e não te demores; Gênesis 45:9

Jesus, Filho de Deus. Traído, humilhado, rejeitado, julgado, condenado, açoitado, e finalmente crucificado. Tão poucas palavras para sintetizar o sofrimento mais intenso a que alguém poderia ser submetido e no final de tudo Ele diz: “Pai, perdoa-lhes por que não sabem o que fazem!” Lucas 23:34


Jesus era 100% homem e 100% Deus, poderia naquela situação determinar que exércitos de anjos descessem e dessem fim àquela situação, mas por amor de pessoas ingratas como eu e você sofreu perdas terríveis com dores de morte, e morte de cruz!

Observe: 

1 – FOI VENDIDO PELOS SEUS IRMÃOS: José foi trocado por dinheiro / Jesus por 30 moedas de prata.

- Quem já se sentiu assim ou se sente assim?
- Não importa se foi trocado / vendido, importa é que você precisa perdoar.
- José perdoou / Jesus perdoou e você ?

2 – FERIDO POR QUEM AMAVA: José amava seus irmãos / Jesus veio buscar e salvar: AMBOS TRAIDOS.


- A dor mais doida é a de saber que somos traídos ou trocados por quem amamos.
- Talvez você tenha sido ferido por alguém que amava muito.
- Para viver verdadeiro perdão é necessário morrer ( Minha Carne - Meu Eu – Meu Ego ).
- No reino de Deus só existe vida se houver morte ( Zoe = Vida de Deus ).

3 – ABANDONADO PELOS SEUS: José queria o bem da casa de Potifar / Jesus queria salvação de todos.


- Talvez você tenha lutado pela vida de alguém e este alguém te faz sofrer.
- Um filho, um irmão ou mesmo um amigo que não é grato pelo que você fez.
- Tanto José como Jesus poderiam ter se vingado e decidiram PERDOAR.

4 – DESACREDITADO PELOS DE SUA PROPRIA FAMILIA: Os Irmãos de José não acreditavam que ele seria alguém/os discípulos ficaram de longe, pois não acreditaram nEle.


- Você já se sentiu desacreditado – injustiçado – subestimado?
- Quem mais deveria te apoiar não acredita em você!

Para encerrar:

Perdão custa caro. Importa em perdas e se observarmos perdão é uma “perda grande”, tanto para quem libera quanto para quem pede.

Liberar perdão não quer dizer esquecer o que passou, mas sim, lembrar sem reviver. Portanto se alguém te ofendeu e te procurou, abra mão da sua razão, dos seus sentimentos e libere o perdão.

Se você ofendeu a alguém, seja da forma que for, não espere, vá até essa pessoa, retrate-se e peça perdão. Você terá perdas significativas em arrogância, soberba, orgulho, inveja...

A falta de perdão pode ocasionar doenças terríveis:

- Cardiopatias
- Doenças estomacais
- Doenças renais
- Diversos tipos de câncer
- Doenças nos ossos
- Doenças psíquicas
- Males viscerais 

A liberação de perdão trás cura!

Então pela nossa saúde me perdoa que eu te perdoo e o nome do Senhor seja glorificado, pois onde há perdão há amor e onde há amor o inimigo está derrotado!

“Se queres viver por muitos anos, aprenda a morrer todos os dias!” - Pr Thompson


Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

terça-feira, 18 de agosto de 2015

- VOCÊ DECIDE: POR JESUS, É TUDO OU NADA?


E perguntou-lhe certo príncipe, dizendo: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna? Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. E disse ele: Todas essas coisas tenho observado desde a minha mocidade. E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me. Mas, ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico. Lucas 18:18-23

"Chegou José d’Arimatéia, senador honrado, que também esperava o Reino de Deus, e ousadamente foi a Pilatos, e pediu o corpo de Jesus." - Marcos 15:43.


O que você tem que se possa julgar que seja muito importante para você?

Trabalho, prestígio, amigos, dinheiro, patrimônio, família, eventos (festinhas, baladas, noitadas etc.). Você abriria mão de tudo isso ou de parte disso para seguir a Jesus?

Vou te apresentar duas figuras bíblicas distintas:

Você pode ser como o jovem rico que foi ter com Jesus conforme o texto de Lucas 18:18-23:

Este moço, apesar de admirar Jesus, gostar de estar em sua companhia, de andar com Ele, tinha dificuldades para dar exclusividade ao Mestre. Os valores do mundo falavam mais alto no seu coração.

Agora, você também pode ser como José de Arimatéia que, era um homem importante e influente na sociedade judaica, era temente a Deus e esperava o Seu Reino. Certo dia ele foi impactado pelas palavras de Jesus, mas tal qual o jovem rico, ele não atendeu ao “vem e segue-me” de Cristo, ele também tinha muito a perder: prestigio, autoridade, respeito, poder. Por isso ele ficou como muitos ficam hoje, circundando Jesus. (João 19:38).

Infelizmente, vemos hoje muita gente que “gosta dos crentes”, gosta dos louvores, gosta dos programas evangélicos da tv, gosta de ir a igreja de vez em quando, mas não quer saber de compromisso, não quer sacrificar nada em sua vida em favor de Cristo. São os “amigos do evangelho”, “amigos de Jesus”, não querem ser discípulos. Mas não sabem que o verdadeiro amigo tem prazer em conhecer seu amigo melhor, em conviver com ele, em escutar seus problemas e dar bons conselhos, em enxugar as lágrimas e socorrer. Procure viver uma amizade verdadeira e íntima com Jesus, buscando servi-lo como Ele merece ser servido. Ele está disposto, só depende de você.

"Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando." - João 15:14.


Certamente em seu coração, José de Arimateia, andava preocupado, pois ele acreditava em Cristo, mas não queria correr o risco de perder tudo o que possuía. Até que um dia ele se vê diante de um dilema: Jesus é preso e levado diante do Sinédrio, onde é sumariamente julgado. O que fazer? Concordar com a maioria, manter-se neutro ou arriscar-se por Jesus? Ele vai contra a opinião dos demais e não concorda com o julgamento (Lucas 23:51). Mas é tarde demais. Jesus é condenado à morte!


Posso imaginar o desespero daquele homem, estava tão perto de Jesus, ouvia seus ensinamentos, mas tinha que se esconder, não podia dizer publicamente que o amava, não podia participar com os demais discípulos do partir do pão, da presença doce e preciosa de Jesus. Então numa tentativa de redenção ele pensa: “já que não pude servir o meu mestre em vida, vou servi-lo na Sua morte”. E ele arrisca tudo o que tem por Jesus, e ousadamente, pede a Pilatos o corpo do mestre.

Certamente ele perdeu o respeito do Sinédrio. Ele abriu mão de tudo aquilo que era importante pra ele por Jesus. Ele preferiu Jesus e botou em risco tudo o que tinha. Mas ele não poderia fazer o tempo voltar, por mais que aquela atitude fosse um ato de fé, ele ainda amargaria o arrependimento de não ter se voltado para Cristo antes.

O que você arriscaria por Jesus? O seu prestigio? Status? Poder? Dinheiro? Do que você abriria mão em nome do evangelho? Da benevolência do seu chefe? Da amizade dos caras mais “legais” da faculdade e das baladas?
Que preço você pagaria para servir a Cristo? Pense nisso.
Não espere o tempo passar, pois é muito triste lamentar-se pelo tempo perdido, imaginar como teria sido bom se você tivesse aceitado a Jesus antes, se tivesse resolvido ser um crente fiel e verdadeiro há mais tempo. Hoje é o dia, o dia em que o Espírito Santo fala ao seu coração, ouça a Sua voz.

"Portanto, como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a Sua voz, não endureçais os vossos corações," - Hebreus 3:7.

O jovem rico decidiu pelos bens materiais e sequer o seu nome foi conhecido. Já o sacrifício de José de Arimateia não foi em vão, pois ao terceiro dia Jesus ressuscitou dos mortos, e ele foi consolado pela certeza de que poderia servi-Lo, adora-Lo, e de que Jesus estaria sempre com ele. O seu sacrifício também não será em vão, Deus está te observando e Ele conhece a sinceridade do seu coração. Apresente a Ele o seu sacrifício e Ele te recompensará, conforme a medida da tua fé.



Um Abraço no seu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus.
Pr William Thompson

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

- A DESTRUTIVA ARTE DA FOFOCA!


2Tm.2.17,18 - "..Além disso a linguagem deles corrói como gangrena, entre os quais se incluem Himeneu e Fileto. Estes se desviaram da verdade, asseverando que a ressurreição já se realizou, e estão pervertendo a fé de alguém..."

Satanás usa a FOFOCA para que o pecado da rebeldia entre no coração do "crente". Depois de consumado na mente, o suposto crente, começa a abrir a sua boca contra tudo e contra  todos, usando a maledicência, a mentira, enganação, manipulação, as heresias e toda sorte de maldades arquitetadas no inferno, transformando a boca do "crente" em uma fonte de água podre que jorra do e para o mal.
Desta forma o espírito do Anticristo é evidenciado e se cumpre o que está escrito em (1 jo.2.18 e 19):

18. Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora. 19. Saíram dentre nós, mas não eram dos nossos; porque, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; mas todos eles saíram para que se manifestasse que não são dos nossos.


Sete características do fofoqueiro:

1- Tem um olhar invejoso:Usa deste olhar para destruir com palavras malignas os talentos que Deus levanta na Igreja.

2- Guarda a rebeldia dentro do seu coração. Tornando-se inimigo da Cruz de Cristo e dando ibope às coisa do inimigo.

3- Usa de palavras doces para convencer e destruir:(Pv.18.8).."As palavras do maldizente são doces bocados que descem para o mais interior do ventre"..

4- Alimenta-se de mentiras. É surdo espiritual. Ouve o mundo, mas não ouve a verdade.

5- Suas palavras alimentam os deformados, destrói os imaturos na fé e alimenta aqueles que lhe dão crédito e, não lê a Bíblia.

6- Normalmente tem pecados ocultos: É um traço na vida do fofoqueiro. Sempre usa do que fala.

7- São covardes:Sempre falam às escondidas. Quando acossados pela verdade, fogem e usam a famosa expressão:"ouvi dizer mas não sei quem foi". Não prova nada. São apenas instrumento do diabo, razão pela qual o apóstolo Paulo orientou a Igreja de Coríntios que deveria entrega-los a Satanás.

Sete consequência da fofoca.

1- Traz mágoas, destrói lares, destrói corações.

2- Traz contendas no meio do corpo de Cristo.

3- Traz divisões no meio do corpo de Cristo.

4- Traz inimizades no meio do corpo de cristo.

5- Traz paralisia nas atividades da Igreja.

6- Traz retrocesso no meio dos louvores e cânticos.

7- traz frieza e depois morte espiritual.

Por isso:Não dê ouvidos e nem empreste sua boca ao diabo; o papel de acusador e pai da mentira é dele e não seu.

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo" (Efésios 4:26).
Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados (Lucas 6,37).


Quando ouvir um boato e não tiver certeza repreende o mal em nome de Jesus!

Não leve acusação contra seu irmão.

Infelizmente o mesmo espírito de Caim tem andado vagando em muitos corações.

Ao invés de entrar na onda do fofoqueiro e tentar destruir a criatura de Deus, diga pra ele: Vou orar muito por essa pessoa!

Fazendo assim, você será luz, detendo o avanço das trevas através da mentira e de crentes que deixam o diabo usar suas bocas!


Um abraço no seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr William Thompson