quinta-feira, 22 de novembro de 2012

- FELIZ DIA DO MÚSICO - PRA NÓS

- CARTA A EVANGÉLICO QUE FAZ SEXO COM A NAMORADA

[Os nomes foram trocados para proteger as pessoas. Embora algumas circunstâncias mencionadas na carta sejam totalmente fictícias, o caso é mais real do que se pensa...]
Meu caro Ricardo,

Ontem estive pregando em sua igreja e tive a oportunidade de rever João, nosso amigo comum. Não lhe encontrei. João me disse que você e a Raquel, sua namorada, tinham saído com a turma da mocidade para um acampamento no fim de semana e que só regressariam nessa segunda bem cedo.


Saí com o João para comer pizza após o culto e falamos sobre você. João abriu o coração. Ele está muito preocupado com você, desde que você disse a ele que tem ido com Raquel para motéis da cidade e às vezes até mesmo depois do culto de jovens no sábado à noite. Ele falou que já teve várias conversas com você mas que você tem argumentado defendendo o sexo antes do casamento como se fosse normal e que pretende casar com Raquel quando terminarem a faculdade.


Ele pediu minha ajuda, para que eu falasse com você, e me autorizou a mencionar nossa conversa na pizzaria. Relutei, pois acho que é o pastor de sua igreja que deve tratar desse assunto. Você e a Raquel, afinal, são membros comungantes dessa igreja e estão debaixo da orientação espiritual dela. Mas, João me disse que o pastor faz de conta que não sabe que essas coisas estão acontecendo na mocidade da igreja. Como sou amigo da sua família faz muitos anos, desde que vocês frequentaram minha igreja em Niterói, resolvi, então, escrever para você sobre esse assunto, tendo como base os argumentos que você usou diante de João para justificar sua ida a motéis com a Raquel.


Se entendi direito, você argumenta que não há nada na Bíblia que proíba sexo antes do casamento. É verdade que não há uma passagem bíblica que diga “não farás sexo antes do casamento”, mas existem dezenas de outras que expressam essa verdade com outras palavras e de outras maneiras. Podemos começar com aquelas que pressupõem o casamento como sendo o procedimento padrão, legal e estabelecido por Deus para pessoas que desejam viver juntas (veja Mateus 9:15; 24:38; Lucas 12:36; 14:8; João 2:1-2; 1Coríntios 7:9,28,39), aquelas que abençoam o casamento (Hebreus 13:4) e aquelas que se referem ao divórcio – que é o término oficial do casamento – como algo que Deus aborrece (veja Malaquias 3:16; Mateus 5:31-32).


Podemos incluir ainda aquelas passagens contra os que proíbem o casamento (1Timóteo 4:3) e as outras que condenam o adultério, a fornicação e a prostituição (veja Mateus 5:28,32; 15:19; João 8:3; 1Coríntios 7:2; 6:9; Gálatas 5:19; Efésios 5:3-5; Colossenses 3:5; 1Tessalonicenses 4:3-5; 1Timóteo 1:10; Hebreus 13:4; Apocalipse 21:8; 22:15). Qual é o referencial que nos possibilita caracterizar esses comportamentos como desvios, impureza e pecado? O casamento, naturalmente. Adultério, prostituição e fornicação, embora tendo nuances diferentes, têm em comum o fato de que são relações sexuais praticadas fora do casamento. Se o casamento, que implica num compromisso formal e legal entre um homem e uma mulher, não fosse a situação normal onde o sexo pode ser desfrutado de maneira legítima, como se poderia caracterizar como desvio o adultério, a fornicação ou a prostituição? A Bíblia considera essas coisas como pecado e coloca os que praticam a impureza sexual e a imoralidade debaixo da condenação de Deus – a menos que se arrependam, é claro, e mudem de vida.


Você argumenta também que o casamento é uma conveniência humana e que muda de cultura para cultura. Bom, é certo que o casamento tem um caráter social, cultural e pessoal. Todavia, do ponto de vista bíblico, não se pode esquecer que foi Deus quem criou o homem e a mulher, que os juntou no jardim, e disse que seriam uma só carne, dando-lhes a responsabilidade de constituir família e dominar o mundo. O casamento é uma instituição divina a ser realizada pelas sociedades humanas. Embora as culturas sejam distintas, e os rituais e procedimentos dos casamentos sejam distintos, do ponto de vista bíblico o casamento implica em reconhecimento legal daquela união por quem de direito, trazendo implicações para a criação e tutela dos filhos, sustento da casa e também responsabilidades e conseqüências em caso de separação e repúdio. Quando duas pessoas resolvem ir morar juntas como se fossem casadas, essa decisão não faz delas pessoas casadas diante de Deus – mas (desculpe a franqueza), pessoas que estão vivendo em imoralidade sexual.


É verdade que a legislação de muitos países tem cada vez mais reconhecido as chamadas uniões estáveis. É uma triste constatação que o casamento está cada vez mais sendo desvalorizado na sociedade moderna ocidental. Todavia, esses movimentos no mundo e na cultura não são a bússola pela qual a Igreja determina seu norte – e sim a Palavra de Deus. Em muitas culturas a legislação tem sancionado coisas que estão em contradição com os valores bíblicos, como aborto, eutanásia, uniões homossexuais, uso de drogas, etc. A Igreja deve ter uma postura crítica da cultura, tendo como referencial a Palavra de Deus.


O João me disse ainda que você considera que o mais importante é o amor e a fidelidade, e que argumentou que tem muita gente casada mas infeliz e infiel para com o cônjuge. Ricardo, é um jogo perigoso tentar justificar um erro com outro. Gente casada que é infiel não serve de desculpas para quem quer viver com outra pessoa sem se casar com ela. Além do mais, como pode existir o conceito de fidelidade numa união que não tem caráter oficial nem legal, e que não teve juramentos solenes feitos diante de Deus e das autoridades constituídas? Mesmo que você e sua namorada façam uma “cerimônia” particular onde só vocês dois estão presentes e onde se casem a si mesmos diante de Deus – qual a validade disso? As promessas de fidelidade trocadas por pessoas não casadas têm tanto valor quanto um contrato de gaveta. Lembre inclusive que não é a Igreja que casa, e sim o Estado. Naqueles casamentos religiosos com efeito civil, o pastor ou padre está agindo com procuração do juiz.


Não posso deixar de mencionar aqui que na Bíblia o casamento é constantemente referido como uma aliança (veja Ezequiel 16:59-63). Deus é testemunha dessa aliança feita no casamento, a qual também é chamada de “aliança de nossos pais”, uma referência ao caráter público da mesma (não deixe de ler Malaquias 2:10-16).


Não fiquei nem um pouco surpreso com seu outro argumento para fazer sexo com sua namorada, que foi “é importante conhecer bem a pessoa antes do casamento”. Já ouvi esse argumento dezenas de vezes. E sempre o considerei uma burrice – mais uma vez, desculpe a franqueza. Em que sentido ter relações sexuais com sua namorada vai lhe dar um conhecimento dela que servirá para determinar se o casamento vai dar certo ou não? Embora o sexo seja uma parte muito importante do casamento, o que faz um casamento funcionar são os relacionamentos pessoais, a tolerância, a compreensão, a renúncia, o amor, a entrega, o compartilhar… você pode descobrir antes do casamento que sua namorada é muito boa de cama, mas não é o desempenho sexual de vocês que vai manter ou salvar seu casamento. Esse argumento parte de um equívoco fundamental com relação à natureza do casamento e no fim nada mais é que uma desculpa tola para comerem a sobremesa antes do almoço.


Agora, o pior argumento que ouvi do João foi que você disse “a graça de Deus tolera esse comportamento.” Acho esse o pior argumento porque ele revela uma coisa séria em seu pensamento, que é tomar a graça de Deus como desculpa para um comportamento imoral. Esse sempre foi o argumento dos libertinos ao longo da história da igreja. O escritor bíblico Judas, irmão de Tiago, enfrentou os libertinos de sua época chamando-os de “homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo” (Judas 4). Esse é o caminho de Balaão “o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição” (Apocalipse 2:14). É a doutrina da prostituta-profetisa Jezabel, que seduzia os cristão “a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos” (Apocalipse 2:20) e a conhecer “as coisas profundas de Satanás” (Apocalipse 2:24).


Como seu amigo e pastor, permita-me exortá-lo a cair fora dessa maneira libertina de pensar, Ricardo, antes que sua consciência seja cauterizada pelo engano do pecado (Hebreus 3:13). Ainda há tempo para arrependimento e mudança de atitude. A abstinência sexual é o caminho de Deus para os solteiros, e esse estilo de vida é perfeitamente possível pelo poder do Espírito, ainda que aos olhos de outros seja a coisa mais careta e retrógrada que exista. Se você realmente pensa em casar com a Raquel e constituírem família, o melhor caminho é pararem agora de ter relações e aguardarem o dia do casamento. Vocês devem confessar a Deus o seu pecado e um ao outro, e seguir o caminho da abstinência, com a graça de Deus.


Estou à sua disposição para conversarmos pessoalmente. Traga a Raquel também. Estou orando por vocês.

POSTADO PELO PASTOR AUGUSTUS NICODEMOS NO PÚLPITO CRISTÃO!


Um abraço no seu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus!
Pr. William Thompson

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

- SUA VIDA É UM SAMBA DO CRIOULO DOIDO?




Jesus nos disse em João 10:10 b: “Eu vim para que tenham vida e vida em abundância!”
Muita gente confunde isso com liberdade e liberdade com libertinagem e daí suas vidas viram uma verdadeira bagunça, um verdadeiro “samba do crioulo doido”.
Se nós fizermos uma analogia, um comparativo da nossa vida com a música nós vamos compreender o que é ter uma vida organizada por Deus, definida em harmonia constante, com uma linda melodia e com um ritmo gostoso que vai constantemente convidar as pessoas a uma dança cheia de alegria e tudo muito bem organizado.
Toda música tem um compositor.
 A sua vida foi composta por Deus.
Nem sempre o compositor executa a canção que ele compôs.
Nem sempre Deus conduz a sua vida, que Ele criou.
E aí a música começa a desafinar.
Muitas vezes pode aparecer outro “maestro” querendo fazer arranjos na música, na sua vida!

(Provérbios 10:23) -  Para o tolo, o cometer desordem é divertimento; mas para o homem entendido é o ter sabedoria.
O ser humano criou um parâmetro de liberdade muito estranho. Para ele ser livre é poder virar madrugadas num bar ou numa boate bebendo, fumando, se drogando, se prostituindo. Tudo isso por que ele é “livre” e pode fazer o que quer na hora que quer e como bem entender. Na realidade ele está entrando no seu próprio cativeiro, ele está criando o seu próprio cárcere, se deixando dominar por todo tipo de porcaria.
(Colossenses 2:22) - As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens.

 Esse tipo de vida se comparado à música, a única que me ocorreu foi o funk (UMA LOUCURA QUE QUASE NUNCA SE ENTENDE O QUE O Mc ESTÁ DIZENDO).

A música é uma estrutura bem organizada. Primeiramente ela se sustenta em três pilares: MELODIA, HARMONIA E RÍTMO. E a nossa vida também deve estar sustentada em três pilares em unidade: PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO.
Os três itens básicos da música, como já disse são: MELODIA, HARMONIA E RITMO. Nós, da mesma forma somos compostos por três itens básicos: CORPO, ALMA E ESPÍRITO. A melodia tem a ver com o nosso corpo, é ela quem determina aquilo que nós interpretamos como sendo a canção e por sua vez a melodia é o corpo da música. A harmonia tem a ver com a nossa alma, ela aguça nossos sentimentos. O ritmo tem a ver com o espírito, ele pode mudar o andamento, o compasso e dar nova direção à música e, da mesma forma o Espírito Santo pode mudar o compasso e o andamento das nossas vidas. 
(Colossenses 2:18-19) - Ninguém vos domine  a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão. E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.

A música respeita a métrica, cada compasso tem um número pré-determinado de notas a ser comportado e a nossa vida também tem limites, a começar pelo nosso corpo que não suporta determinados estilos de vida por muito tempo.

A música por questões de arranjo o compositor escreve uma mudança de tonalidade através de modulações e a sua vida da mesma forma talvez esteja precisando fazer uma modulação para mudar de tom, para fazer uma escala de notas perfeitas que fará inveja a qualquer pessoa, e creia: muitos vão querer cantar, tocar e assobiar a canção da sua vida!
(João 8:34) - Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado.
(João 8:36) - Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.


Como tem sido executada a sua canção, ou melhor, a sua vida, quem tem sido o seu maestro? Você ou Deus?
Em que estação a sua canção tem sido tocada, na estação da luz ou das trevas?

Verifique se já não está na hora de uma mudança de tom e tirar da mão do ladrão, do diabo, a regência da sua canção (sua vida).
(João 10:10) - O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

Não se escravize com o julgo do príncipe deste tempo, com falsas idéias de liberdade, com atitudes que entristecem o grande compositor da canção da sua vida.
Toda canção tem início, meio e fim, verifique se você já não está executando os últimos compassos da sua vida, verifique se já não está sendo executado o acorde final, peça ao Senhor que lhe garanta um sustain, que alongue suas notas, seus dias e que lhe permita mudar a tonalidade da sua música, sua vida!  AMÉM!!!

Um abraço no seu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

terça-feira, 20 de novembro de 2012

- QUEM QUER SUBIR TEM QUE DESCER



Imagine que você tem nas mãos um pedaço de massa de modelar para fazer o que bem entender com ela!
É comum em qualquer área da nossa vida, queremos estar em uma posição um pouco melhor. Nos estudos, queremos ter boas notas para sermos os primeiros da classe, no trabalho estamos sempre esperando que algo aconteça para que chegue mais uma promoção, o que nos trará mais “poder” e consequentemente um aumento de salário; e em tantos outros setores da nossa vida é sempre bom quando a gente consegue estar “por cima da carne seca”!
Nós vamos buscar entender hoje o que Deus quer nos falar a respeito do nosso desejo de estarmos em lugar de destaque na casa dEle, na obra dEle, na presença dEle e em tudo que é dEle e diz respeito a Ele.
JEREMIAS 18: 1-6
(Jeremias 18:1-6) - A PALAVRA do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas.  Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? Diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.
Continue imaginando que você tem um pedaço de massa de modelar e foi pedido que você fizesse ou modelasse o que bem entendesse de fazer. Pois bem; é bom quando temos a autoridade aliada à liberdade para fazermos o que bem entendemos, por que somos os donos da situação, por que não precisamos dar satisfações àqueles que imaginamos que estejam abaixo de nós. Muitas vezes sequer estamos em posição de liderança, mas o simples fato de desejar tal posição já nos faz intolerantes, arrogantes, insubmissos e tantas outras coisas.
Já terminou de modelar o seu pedaço de massa?
Você fez aquilo que bem entendeu?
Muito bem, vamos trocar de posição; agora você é a MASSA!
Imagine você que Deus está querendo te modelar, assim como você modelou seu pedaço de massa. Nas mãos de Deus nós somos massa de barro, argila, matéria prima para confecção de vasos e vários outros tipos de ornamentos. Respondam por favor: a massa reclamou por estar sendo modelada por você?


Claro que não e você vai dizer que ela não tem vida nem vontade própria para fazer tal reclamação, mas VOCÊ TEM vida e vontade própria para escolher ser moldado ou não por Deus!
Observe que o Senhor manda que o profeta DESÇA à casa do oleiro e lá ele observa que o oleiro está trabalhando o barro sobre as rodas (lembra do filme ghost  quando a Demie Moore está fazendo uma peça de barro na roda?). E o barro se quebrava e o oleiro tornava a fazer como bem lhe parecia aos seus olhos.
Muitas e muitas vezes nós estamos na casa do Senhor, sonhamos em ter uma atividade ou uma função que a nós nos parece boa, mas nos esquecemos que se isso vier do coração de Deus e não apenas do nosso, nós vamos ter que passar pela olaria do Senhor. Seremos molhados, amassados, quebrados, novamente amassados, entortados, esticados, feitos e refeitos para finalmente o próprio Deus avaliar e dizer: ESTÁ PRONTO PARA O FORNO!!

Você esqueceu a parte do forno?
Toda peça produzida pelo oleiro só fica pronta para ser usada depois de queimada no forno à altas temperaturas. Tem que ser queimado para que não haja rachaduras, tem que ser queimado para que fique resistente às intempéries, tem que ser queimado para que as impurezas do barro não contaminem o azeite, o vinho, a água, enfim, a unção que o oleiro vai depositar no vaso. Deus não usa vaso rachado, vaso defeituoso, e nem tampouco vaso emborcado (vocês já viram panela emborcada reter alguma coisa?)
Na maior parte do tempo a gente quer estar no topo, mas esquecemos que o Senhor está dizendo: DESCE à casa do Oleiro, e não é só descer, é descer para apanhar, se amassado, quebrado, novamente amassado, esticado, entortado, apalpado, ajustado e finalmente queimado, para depois estar em condições de ser usado. E isso leva tempo, às vezes muito tempo. O tempo de Deus!
Às vezes nós pensamos que estamos com a bola toda e queremos fazer “uma graça” como diz o Galvão Bueno, a jogada acaba saindo errada, o inimigo faz o gol e nós com a maior cara de pau, como que querendo dar uma de Adão, colocamos a culpa no irmão: - Tá vendo, eu errei, pisei na bola, permiti o gol do inimigo e a culpa é sua. Olha o que o Senhor diz para você:  
(Tiago 4:8-10) - Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.
E MAIS:
(Naum 1:3) - O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés.
O Senhor tem o melhor para nós, e muitas vezes deixamos passar batida a oportunidade de sermos submissos a Ele e usados por Ele.
Precisamos entender que o líder na casa de Deus não é aquele que está em destaque, ele se destaca por que é servo, o líder é modelado por Deus para servir, e principalmente para ser submisso a toda e qualquer autoridade, seja do pastor, do pai, da mãe, do marido, do professor etc.
Observe o que Ele tem para o teu coração:  
(Jeremias 29:11-14) - Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.  Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.

Um abraço no teu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus!
Pr. William Thompson

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

- DEUS MORREU?!!! E AGORA?...




Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. 1 Coríntios 15:19

Espere, leia com calma e depois busque o entendimento do que você vai ler!

Apesar de o tema chamar atenção de uma maneira que você pode achar herética, afinal todos nós sabemos que isto é algo impossível de acontecer, fique atento à abordagem:

Como você receberia ou talvez tenha recebido a notícia da morte de um ente querido seu? Seu pai, sua mãe, um irmão, o marido, a esposa ou até mesmo seu filho ou filha.

Já vi todo tipo de reação: os que choram demasiadamente, os que quase ficam loucos, até alguns que por causa do sistema nervoso começam a rir em gargalhadas escandalosas e, há também os que ficam quietos amuados, calados, como se estivessem em outro mundo; mas a realidade é que o que se sente é um grande vazio que nos domina quando perdemos alguém a quem amamos e que jamais gostaríamos de vê-los mortos! Todas essas reações são provocadas pelo amor que dispensamos àqueles a quem perdemos.

Pois bem, nós temos vivido tempos de paixão. Pessoas cantam, declaram em alta voz que estão apaixonadas por Jesus. Que amam e são capazes de ir para fornalha, de serem jogadas às feras, serem mortos e que fariam tudo por amor a Deus e não o negariam jamais.

Agora vamos ao que sugere o tema:

Faça de contas (por favor, isto é um fato imaginário) que você acabou de ouvir aquela vinheta do plantão do Jornal Nacional e foi assim: primeiro a musiquinha, depois a voz do Bonner: “o plantão do Jornal Nacional informa: acabamos de receber a informação através do anjo Gabriel (Chefe dos anjos mensageiros), que DEUS ACABOU DE MORRER, no céu, na morada do altíssimo. O Espírito está sendo velado pelos querubins, serafins, arcanjos e anjos, todos no terceiro céu, voltaremos a qualquer momento com outras informações”!!!

Como você se comportaria? O que você sentiria? Qual seria sua primeira reação. Isso mesmo, você que diz que ama, que é apaixonado, que morreria, que iria para a fornalha mesmo aquecida sete vezes mais. Como seria? Você chora, grita, entre em total desespero ou sai correndo e vai pro quarto orar e pedir uma confirmação, mas lembra, se Deus morreu Ele não pode responder. Pode ser também que alguns não liguem, não se importem.

Imediatamente especialistas, teólogos e doutores em assuntos espirituais vão começar dar entrevistas e longos debates tomarão conta da programação de todos os canais de TV, mas e nós, meros mortais indefesos e agora sem alguém que possa perdoar os nossos pecados, estaríamos entregues à nossa própria sorte?

O que você sente? Talvez uma vontade enorme de morrer também, entre num choro compulsivo, fique com o coração despedaçado e, ainda haverá o ateu, ah, o ateu vai dizer: “... e eu tinha plena certeza de que ele não existia”! Vamos chegar a conclusão que o caos se instalaria. Afinal quem vai segurar o planeta, as galáxias, as estrelas, os astros, uffa...

É só pra você refletir no que Deus representa pra você! Ele vive e Reina de eternidade em eternidade, todo domínio e poder estão em suas mãos. Ele domina sobre a vida e a morte. Não o ame ou se diga apaixonado só por que é a letra de uma canção, não se entregue a morte por Ele só da boca pra fora.

No momento em que estou escrevendo este artigo estou sendo invadido por uma enorme tristeza, talvez fruto da depressão, pode até ser, mas a verdade é que precisamos mostrar o nosso amor ao Deus das nossas vidas de uma maneira incondicional, sem interesses, sem trocas, amá-lo simplesmente pelo que Ele é: Deus. O nosso Deus!

Jeremias 31:3 - Há muito que o SENHOR me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí.


MAIS QUE UMA VOZ.
kleber-lucas

Eu queria ter mais que uma voz
Mais que um amor e uma vida pra te oferecer
Pois tu és muito mais que eu possa ter em meu ser
Tu és o autor, aquele que
Pintou com perfeição a vida
Tu és o Senhor, aquele que
Me amou e és o
Meu Deus, meu Senhor
Minha vida é pra teu louvor
Meu Deus, meu Senhor
Minha vida é pra teu louvor


Um abraço no seu coração!

Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr. William Thompson

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

- CRENTES: DESCRENTES, DIABÓLICOS...


Já parou pra pensar o quanto a sociedade mudou em menos de 20 anos? Pense em quanto os ditos evangélicos mudaram em duas décadas, me lembro de quando dizer que fulano era crente, era ter convicção de que ele era diferente, era honesto, casto e sinônimo de como todo ser humano devia ser, era exemplo não somente para os que estão dentro, mas muito mais para os que estão de fora.

Bons tempos...

Hoje em dia não vemos mais estas características na grande maioria evangélica deste país, qual seria o motivo? São vários, mas principalmente pelo fato de que, esta grande maioria não serve mais ao Criador. Considera isto escandaloso? Acha que estou “julgando”?

Pois bem vamos aos fatos:

O número de escândalos envolvendo pastores e todos os níveis de crentes já supera a velocidade da informação atual e muita coisa deixa de ser publicada porque este tipo de noticia já deixou de ser algo estranho e se tornou comum, comum até mesmo para a grande massa evangélica, que ao se deparar com esta situação já tem uma resposta pronta: Não podemos olhar o homem, temos que olhar pra Jesus!
O que passa despercebido por eles é a total falta de conhecimento bíblico de ambos.

Já não se fala sobre vida cristã diária na maioria das igrejas atuais e como se pode notar seus lideres também não se preocupam com isso, afinal de contas temos que pregar algo que todos possam aceitar. Muitos pastores já não falam mais sobre o pecado e suas consequências; isso poderá afastar as pessoas da congregação, a mensagem precisa ser agradável aos ouvidos da “igreja”!

Mas há falta de conhecimento bíblico, pois em nenhum momento Jesus disse que o mundo iria receber o evangelho, antes Suas palavras confrontadoras foram motivo de ódio em Sua época e Ele repartiu a nós dizendo que se fizeram isso a Ele, fariam também a nós.

Então o que tem acontecido com a grande massa evangélica do nosso país?

Seria somente falta de conhecimento bíblico? Sim e não.

Sim pelo fato de não conhecerem as promessas da vida futura e da abnegação do EU em seu modo de vida.

Não, pelo fato de terem escolhido não ler e meditar nas Escrituras.

Infelizmente hoje em dia o total despreparo de um crente perante as heresias pregadas chega a ser medíocre, sim medíocre, pois todos tem acesso a Palavra para ler e meditar e mesmo assim não o fazem.

Por quê?

Porque não meditar mais nas promessas futuras e viver de acordo com o que elas nos ensinam?

Muito simples! Os evangélicos abandonaram as promessas futuras pelo agora, pelo hoje, pelo imediatismo imposto pela sociedade globalizada, que nada tem a ver com o modo de vida cristão.

Diante disso procuram se esquecer do futuro para viver nessa mediocridade gospel de prosperidade, restituição e culto ao eu.

Esqueceram-se de notar que uma criatura anterior a eles também examinou e cultuou seu próprio eu e foi banida de seu habitat por cometer tal pecado, não queria ser criatura,mas o criador e sofreu a justa punição. E assim como ele, eles também receberão a justa punição.

Vivem vidas medíocres baseadas em seus próprios desejos mundanos, onde querem apenas gozar das delícias desta terra, abandonaram a Escritura para viverem pelo ego e assim se tornaram diabólicos.

Achou o título pesado?

Presta atenção:

No capítulo 11 de Hebreus vemos o discorrer do autor sobre aqueles que buscaram servir a Deus através de uma fé genuína e vivendo segundo o desejo de Deus e não do seu próprio ego:
Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela de onde haviam saído, teriam oportunidade de tornar. Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade. Hebreus 11:13-16

Pois é, preciso explanar mais sobre o tema?

Leia todo o capítulo e você vai entender o que acontece quando se tem uma fé firmada no firme fundamento que é Cristo (tem gente pregando por aí que Pedro é o fundamento da “igreja”), pois se acontecer o que está escrito abaixo, você saberá qual deve ser sua posição:

E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra. Hebreus 11:36-38

Você sofreria o que eles sofreram?

Onde fica o testemunho de riqueza material e honra pregada nos dia de hoje?

Os crentes atuais se tornaram dignos do mundo, deixaram de ser sal, abandonaram a Cristo que é o cabeça da Igreja, para se tornarem cabeças de seu mundo fútil baseado em heresias que desonram ao Criador. Muitos até querem o corpo, mas rejeitam a cabeça; logo vivem uma igreja mutilada.

Creio que já ficou bem claro o testemunho de muitos, que viveram nos tempos antigos e assim padeceram por amor a Deus e Sua Palavra. Toda essa exaltação do eu, que visa enriquecimento, glória, restituição, títulos e toda essa baboseira gospel dos dias de hoje é demoníaca, pois desvia o cristão do seu verdadeiro alvo que é Cristo.

Se você vive para desejar e requerer de “deus” os prazeres e riquezas deste mundo, ignorando o fato de que aqueles que buscam a Cristo são estrangeiros e peregrinos, já deve estar se perguntando por que escrevi entre aspas e com d minúsculo, esse deus que vem pra suprir seu desejo pecaminoso e te afastar do Verdadeiro Caminho, está descrito no versículo abaixo:

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Mateus 6:24


Em algumas traduções a palavra mamom está traduzida como riqueza ou deus da riqueza, logo esse deus não merece nenhum crédito de minha parte, pois sirvo a outro Deus e continuo estrangeiro e peregrino, errante por este mundo tenebroso, onde se perdeu totalmente a referência do que é viver de acordo com Cristo e sua Palavra e diante disso não posso esquecer o que Paulo deixou escrito como aviso aos evangélicos de sua época e assim percebo que as coisas nos tempos dele, não foram tão diferentes assim:

Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. 1 Coríntios 15:19




Um abraço no seu coração!
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr William Thompson


domingo, 4 de novembro de 2012

- A BOA, AGRADÁVEL E PERFEITA VONTADE DE DEUS!




Este artigo que você começou a ler está na minha cabeça há mais de dois anos, desde agosto de 2010. Foi um ano muito difícil, acho que o mais difícil de toda a minha vida, pois num espaço um mês e vinte dias perdi meu pai e minha mãe. Dois golpes duríssimos da vida, não somente sobre mim, mas sobre toda a minha família. Eu nunca tinha imaginado estar no velório do meu pai, tampouco da minha mãe. É como se eles fossem imortais, pelo menos para nós, filhos. Era antevéspera do dia dos namorados, 09 de junho de 2010. Eu e minha esposa resolvemos sair de nossa casa, em Cachoeiras de Macacu e virmos a um Shopping Center em São Gonçalo, bem próximo à casa dos meus pais (onde eu moro hoje) e resolvemos dar uma esticada até lá para jantarmos com os velhos. Meu pai sempre foi uma pessoa muito expansiva, alegre, vascaíno doente e foi uma noite muito interessante. Ele contou que ficara mais de uma hora no telefone falando com minha irmã que mora em Curitiba, que meu irmão mais novo trouxera a filhinha recém-nascida para que ele conhecesse, e foi contando que todos os filhos o tinham procurado nos dois últimos dias e que dos seis, só faltava eu. Jantamos, dei um beijo e um abraço no meu pai, outro na minha mãe e voltamos para casa. Quando acabei de colocar o carro na garagem minha filha mais nova, Jenifer, veio correndo e pediu que eu atendesse ao telefone, era meu irmão e ele estava chorando muito. Atendi e ouvi: “papai teve alguma coisa, caiu aqui e eu acho que ele está morto”!
Minhas pernas travaram, o coração disparou, eu só pude pensar em uma coisa: “ponha-o no carro e vá para o hospital, eu vou retornar”! (era aproximadamente uma hora de viagem).
Quando eu e Marlan chegamos ao hospital já estavam todos lá e, ao longe, eu já pude entender que o pior acontecera: meu pai estava morto!
É impossível colocar em palavras o sentimento que me invadiu quando vi meu pai ali, deitado dentro daquela urna mortuária, mas como filho mais velho, tive que tomar a frente dos acontecimentos e ver documentação, funerária, cemitério e tudo mais. Quando o esquife estava para sair a  minha vontade era pedir para que não fechassem o caixão, pois ele poderia ressuscitar e se a urna estivesse aberta ele poderia sair, empurrar a tampa da gaveta e voltar para casa e eu pedia em silencio: “Deus traga meu pai de volta”!
Ele havia se reconciliado com Deus há apenas quinze dias, depois de uns oito anos afastado dos caminhos do Senhor. Mas eu não fui atendido.
Foi difícil, mas a vida continuava seu curso natural e alguém me disse: “seu pai foi um homem especial, pois ele nunca teve a tristeza de sepultar um filho e todos os filhos estão aqui para sepultá-lo”!
Dia 29 de julho de 2010, por volta das onze horas da manhã o telefone toca e uma vizinha de minha mãe, muito nervosa dá a notícia: Tia Jô (como era carinhosamente chamada por todos) estava passando muito mal e  havia sido levada para o pronto socorro. Imediatamente eu e minha esposa nos deslocamos para o hospital e quando chegamos lá o médico deu a seguinte informação: “... ela teve um A.V.E (acidente vascular encefálico) de grandes proporções, o cérebro está tomado de sangue e qualquer intervenção poderá ser o fim, vamos esperar as próximas setenta e duas horas para ver a reação aos medicamentos e saber qual a melhor atitude deverá ser tomada”!
Iniciamos um rodízio no plantão até que no dia seguinte o neurologista disse: “se ela sair desse A.V.E ficará com sequelas graves; não vai andar, não vai falar, vai viver como um vegetal”! Mais uma vez minhas pernas travaram a voz falhou e só me restou clamar, mas no domingo dia 31 de julho de 2010 minha mãe faleceu e os mesmos sentimentos tomaram conta do meu coração, ainda dolorido pela perda do meu pai.
Mais uma vez eu comecei a clamar dentro de mim, pois sei que o Senhor estava como está agora, me sondando e sabia o que eu pedia: “Senhor traga minha mãe de volta”. E um primo muito querido permaneceu aproximadamente uma hora ao lado do caixão orando e eu sabia que ele estava pedindo o mesmo que eu: “ressuscita a tia Jô”! Mas nem eu nem ele fomos atendidos!
Mas em I João 5:14-15 está escrito:
14 - E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. 15 - E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos. Então porque o Senhor não me atendia?
A partir daí eu comecei a questionar a Deus, pois na sua Palavra Ele nos diz que em nome de Jesus nós ressuscitaríamos mortos e faríamos coisas maiores do que as que Ele fez. E por muitas e muitas vezes eu passei longos momentos no meu quarto de escuta esperando que Ele me desse uma resposta. Até que um dia Deus falou claramente ao meu coração: “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal”! Como pedi mal? Tudo que eu desejava era que meu pai e minha mãe voltassem da morte e, mais uma vez Ele me levou para Tiago 4:3 -
Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para os vossos vãos deleites. E o próprio Deus passou a ministrar no meu coração: quando Jesus ressuscitava os mortos era simplesmente para mostrar que ele era Deus e que as pessoas precisavam crer nEle para encontrar o caminho da salvação. Mas Ele me chamou para mais alguns detalhes importantes:

1º todas as pessoas que Jesus ressuscitou voltaram a morrer;

2º Jesus nunca chamou atenção para si nas maravilhas que fazia, mas tudo Ele atribuía ao Pai;

3º Se meu pedido ou o do meu primo fosse atendido, provavelmente entraríamos numa discussão para saber de quem era o milagre;

4º imediatamente uma multidão iniciaria uma procura interminável para que orássemos por pelas pessoas, muitos pagariam para que estivéssemos nos velórios orando para ressuscitar seus entes queridos;

5º Vaidade, orgulho, soberba, jactância, egoísmo, egocentrismo, ganância e tantas outras coisas iriam tomar conta de nossas vidas;

6º E disse ainda o Senhor: “estou te poupando de todos esses pecados e problemas e ainda de um segundo sofrimento, pois certamente assim como as pessoas que Jesus ressuscitou voltaram a morrer seus pais também voltariam à morte, portanto você está sofrendo somente uma vez por cada um, sem contar que se eles voltassem à vida pode ser que você morresse antes deles e a dor que um pai e uma mãe sentem ao perder um filho é muito maior do que a sua e de seus irmãos”.



Aí o texto fez toda diferença: Tiago 4:3 -
Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para os vossos vãos deleites.

Eu sei que no momento de perda, tudo que nós queremos é recuperar o que se perdeu, mas a Palavra diz em Romanos 12:2 - E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Portanto o nosso inconformismo tem que ser com o mundo, pois a vontade de Deus é boa, agradável, e perfeita e humanamente falando, seria injusto, depois de alguém já estar na glória, face a face com o Filho, em perfeita adoração, voltar a este mundo de assolações e dores. Era o meu egoísmo que me fazia pedir tal coisa a Deus!

Perdão meu Deus por querer mais minha vontade, que a Tua. Que o Teu querer cumpra-se em todas as áreas da minha vida e de cada leitor deste artigo e que eu Te busque até ser perfeito contigo, na glória por toda a eternidade. Amém!!!


Um Abraço no Seu coração
Fique na Graça e na Paz do Senhor Jesus
Pr William Thompson




sexta-feira, 2 de novembro de 2012

- MARKETING DO REINO! A PUBLICIDADE QUE SALVA!


(Romanos 10:14) -  Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue?
(I Coríntios 9:22) - Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.
(I Coríntios 9:23) - E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele.

“Um maravilhoso tônico para os nervos e o cérebro, e um notável agente terapêutico”. Propaganda para Coca-Cola em1890.

UM MARAVILHOSO TÔNICO PARA O CORPO A ALMA E O ESPÍRTO: JESUS CRISTO, desde 0000
Jovem, você pode se imaginar bebendo uma bebida que foi inventada na época do seu bisavô? Como seus colegas iriam reagir se soubessem que você gosta de uma coisa que foi criada no século XIX? Você pode imaginar algo tão velho estando na moda hoje?
Coca-Cola foi vendida pela primeira vez no dia 8 de maio de 1886, na cidade de Atlanta, Georgia, nos Estados Unidos. Seu inventor, o farmacêutico John S. Pemberton vendeu a receita em 1887, e a empresa The Coca-Cola Company foi fundada em 1892. Coca-Cola foi vendida em garrafas pela primeira vez em 1894 e em latas em 1955.
Desde seus primeiros anos, Coca-Cola tem sido promovida com um marketing agressivo. Robert Woodruff, presidente da empresa de 1923 a 1954, declarou sua intenção de que "todas as pessoas no mundo bebessem Coca-Cola como sua bebida preferida." Coca-Cola foi a primeira empresa a patrocinar as Olimpíadas, em 1928, e tem patrocinado todas as Olimpíadas desde então, e todas as Copas do Mundo da FIFA.
Mais que 120 anos depois da sua invenção, Coca-Cola permanece sendo o refrigerante mais vendido no mundo, e continua atraindo os jovens. Com uma receita praticamente não modificada desde o ano de 1885.
Imagine que agora você recebendo um prato com bolinhos de bacalhau quentinhos ou uma bela fatia de pizza ou até mesmo um petisco de uma lanchonete qualquer; o que você pede pra beber?
As almas sentem sede de Deus assim como você quer uma coca-cola para degustar o seu lanchinho, essa sede só pode ser saciada pelo próprio Deus!
Ao nascer o ser humano trás em si três vazios que precisam ser preenchidos: PAI, MÃE E DEUS!
- Se uma criança nasce e não tem um pai; um irmão mais velho, um tio, um avô, até mesmo um padrasto pode assumir esse lugar;
- Da mesma forma a mãe pode ser substituída por uma tia, uma avó ou uma madrasta;
- Mas Deus, ninguém pode substituir e, eu e você somos os responsáveis por levar Deus ao conhecimento das pessoas!
Lembra a estória da cinderela? Pois é; o homem é o sapatinho e o único pé que cabe nele se chama Deus!
(Romanos 10:14) -  Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue?
O mundo clama por Jesus. O ser humano precisa do Divino, anseia por ele e nós temos o produto, mas o nosso marketing é horrível.  Deixamo-nos levar pelos preconceitos, pelos rótulos denominacionais, pelas nossas vaidades, pela soberba, pelo egoísmo e mais um amontoado de coisas e, o Reino de Deus que é bom, ih...
Não foi por acaso que Jesus disse que "os filhos deste mundo são mais astutos no trato entre si do que os filhos da luz". Uma multinacional, visando apenas os seus lucros, tem entendido a necessidade de sempre atualizar sua forma de comunicar, enquanto mantém a mesma receita de sempre (aliás, quando a empresa tentou mudar a receita em 1985, ela sofreu um grande fracasso comercial).
O MESMO ACONTECERÁ CONOSCO SE TENTARMOS MUDAR A ESSÊNCIA DO EVANGELHO. A Coca-Cola utiliza a linguagem, as atividades, os personagens, e as tecnologias atuais para continuar vendendo sua velha bebida, como, por exemplo, as suas campanhas do Rock in Rio e da Copa do Mundo de futebol da FIFA.
The Coca-Cola Company não continua na liderança da sua categoria usando o mesmo marketing nem as mesmas embalagens do século 19. E a igreja precisa desesperadamente aprender, com o Apóstolo Paulo e com a Coca-Cola, que nós devemos nos tornar "tudo para com todos para de alguma forma salvar alguns", fazendo isso "por causa do evangelho". Nossa mensagem é velha – bem mais velha do que a Coca-Cola - mas nossas formas de apresentação, nossas formas de comunicação, têm que ser atuais.
- JESUS CRISTO E PAULO FORAM OS MAIORES MARKETEIROS!
PAULO NO AREÓPAGO EM ATENAS:
(Atos 17:19-25) - E tomando-o, o levaram ao Areópago, dizendo: Poderemos nós saber que nova doutrina é essa de que falas?  Pois coisas estranhas nos trazes aos ouvidos; queremos, pois, saber o que vem a ser isto (Pois todos os atenienses e estrangeiros residentes, de nenhuma outra coisa se ocupavam, senão de dizer e ouvir alguma novidade). E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas;

O que mais tem atrapalhado o marketing do Evangelho de Jesus é a tradição (coisa dos fariseus), os rótulos, os escândalos e as terríveis quatro paredes!!
O primeiro passo para um marketing de longo alcance foi dado pelo próprio Deus. O dia de Pentecostes foi aonde, pela primeira vez, o povo ouviu a igreja "declarar as maravilhas de Deus em sua própria língua". COM ISTO DEUS ESTAVA DIZENDO: “ESTOU FACILITANDO AS COISAS PARA VOCÊS IREM MUITO MAIS ALÉM”!
Precisamos voltar à experiência e essência da igreja primitiva, deixando que o Espírito de Deus nos capacite para comunicar a Boa Notícia de Jesus à esta geração.
Um abraço no seu coração!
Fique na graça e na Paz do Senhor Jesus!
Pr William Thompson

- VOCÊ ESTÁ CHEIO DE QUE?

Efésios: 5: 17   Portanto, não sejais faltos de juízo, mas buscai compreender qual é à vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinh...